top of page

Serviço Geológico do Brasil lançará Atlas Aerogeofísico dos estados do Pará, Paraná e Mato Grosso

Documentos, que serão publicados até o final de 2023, consolidam dados importantes para ampliar conhecimento geológico e impulsionar desenvolvimento do setor mineral



O Serviço Geológico do Brasil (SGB) prepara o lançamento dos Atlas Aerogeofísicos dos estados do Pará, Paraná e Mato Grosso. As publicações, previstas para o final de 2023, reúnem dados de projetos aerogeofísicos realizados desde a década de 1970. Com base nos levantamentos, é possível desvendar a terceira dimensão dos dados geológicos, ou seja, ter informações em profundidade sobre corpos, estruturas e depósitos minerais.


Além de ampliar o conhecimento geológico sobre os territórios, os dados geram subsídios para impulsionar o desenvolvimento regional sustentável. “Trabalhamos os dados adquiridos e demonstramos toda a potencialidade da aerogeofísica, ferramenta importante para o mapeamento geológico sistemático e, a partir daí, ser possível identificar depósitos ou províncias minerais”, explica o geofísico Luiz Gustavo Rodrigues Pinto, chefe da Divisão de Sensoriamento Remoto e Geofísica (DISEGE) da Diretoria de Geologia e Recursos Minerais (DGM) do SGB.


De acordo com o chefe da DISEGE, os Atlas estaduais são ferramentas de gestão dos órgãos públicos: “Conseguimos apresentar os resultados dos dados aerogeofísicos para governadores, prefeitos e demais gestores e desta forma oferecer insumos para elaboração de políticas públicas que incentivem a atividade mineral em uma região com potencial”, destaca.


Os levantamentos aerogeofísicos, realizados por equipamentos instalados em aeronaves, cobrem uma vasta área; inclusive regiões mais remotas. São utilizadas técnicas de magnetometria (para identificar magnetização das rochas), gamaespectrometria (para identificar a radioatividade das rochas) e gravimetria (que geram informações sobre a densidade das rochas).


O SGB já publicou 15 Atlas Aerogeofísicos dos estados de: Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins. Em abril, também foi disponibilizado o Atlas Geofísico da Província do Carajás e seus limites. Os produtos ficam disponíveis para download no banco de dados corporativo do SGB (GeoSGB) e no Repositório Institucional de Geociências (RIGeo).


Fonte: Conexão Mineral

0 comentário

Comments


bottom of page