SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.

Nossa história

O SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração de Ferro, Metais Básicos e Preciosos nasceu em 1987, a partir da formação de uma Comissão de Fábrica composta por trabalhadores da empresa Caraíba Metais, situada no município de Jaguarari/BA.

 

Depois da Constituição de 1988, transformou-se no SINDIMINA e ampliou a sua base territorial e passou a abranger vários municípios da região Sisaleira  e firmou uma nova sede em Serrinha-BA.A nossa área de atuação compreende os municípios de Senhor do Bonfim, Itiúba, Santa Luz, Saúde, Serrinha, Araci, Queimadas, Teofilândia, Jaguarari, Uauá¡, Campo Formoso, Curaçá, Andorinha, Juazeiro e Barrocas.

A nossa entidade sempre foi muito combativa. Além de defender os interesses diretos de nossa base, que sempre foi a prioridade, o SINDIMINA participou de vários movimentos em apoio a classe trabalhadora. Exemplo disto foi a organização  da greve de 60 dias, em 1988, contra o desmembramento da mina e a privatização  da Caraíba Metais. Posteriormente, também lutamos contra a privatização da Companhia Vale do Rio Doce, atual Vale.  

O SINDIMINA participou também de várias manifestações contra a criação da ALCA (Área de Livre Comércio das Américas ), pois os Estados Unidos pretendiam converter o continente americano na maior zona de intercâmbio sem tarifa do mundo, com mais 800 milhões  de consumidores, a partir de 2005. Um outro protesto marcante que o SINDIMINA apoiou foi aqui no município de Serrinha, foi contra a privatização da EMBASA.


O primeiro presidente do SINDIMINA foi  Ariomar Oliveira Rocha que fez uma gestão classista, combativa e exemplar. Outro acontecimento marcante na história do nosso sindicato, é o fato de termos elegido em 2001 Dulce Leite Fontes que foi a primeira mulher presidente de um sindicato do ramo mineral no Brasil. No período de 2004 a 2010 o Sindicato foi presidido por Luis Carlos Batista.

Em 27 de maio de 2010, tomou posse a Diretoria  SINDIMINA DO TRABALHADOR, que obteve mais de 80 por cento dos votos. Em 2013-2016 esteve a frente da entidade Mailson Gonçalves Souza e, atualmente, o Sindimina é presidido pelo trabalhador Edmilton Oliveira Lima . Essa nova diretoria tem trabalhado duramente para aumentara dignidade e a auto-estima da classe, buscando garantir e conquistas direitos para os associados.