Samarco se prepara para retomar operações


A Samarco, joint venture entre BHP e Vale, se prepara para a retomada das operações, prevista para o final de 2020. Por meio de nota, a companhia ressaltou que o recomeço ocorrerá de forma gradual, inicialmente, com um concentrador no Complexo de Germano, em Mariana, na região Central de Minas, e uma usina de pelotização em Ubu, no Espírito Santo. Isso representará 26% da capacidade total da mineradora.

A produção inicial prevista é de aproximadamente 8 milhões de toneladas de minério de ferro por ano. Segundo a empresa, a retomada operacional ocorrerá após a implantação do sistema de filtragem de rejeitos, em andamento, e conclusão das atividades de prontidão operacional.

"Para a retomada das operações, a Samarco está implementando o sistema de filtragem de rejeitos, que possibilitará o empilhamento a seco de 80% do rejeito a ser gerado no processo produtivo. Os 20% restantes serão dispostos na Cava Alegria Sul, uma estrutura de formação natural rochosa e confinada que permite a contenção natural do rejeito de forma mais segura. Toda a água extraída com a filtragem será recirculada no processo produtivo tornando-o mais sustentável, apoiado em boas práticas de sustentabilidade", assegurou a empresa.

As operações da mineradora estão paralisadas desde o rompimento da barragem de Fundão, em Bento Rodrigues, distrito de Mariana (MG), ocorrido em 2015. Em 2016, a empresa teve todas as licenças operacionais suspensas pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Após isso, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) determinou o licenciamento operacional corretivo de todas as estruturas do complexo.

Há um ano, a Samarco recebeu a Licença de Operação Corretiva (LOC), concedida pela Câmara de Atividades Minerárias (CMI) do Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam) e foi autorizada a retomar as suas atividades na unidade.

Na época, a mineradora informou que passava a contar não apenas com todas as licenças ambientais para o reinício das operações, mas que também esperava retomar as atividades usando tecnologias novas para o empilhamento de rejeitos. Informou ainda que a construção da planta de filtragem ocorreria em aproximadamente 12 meses.


Em relação a vagas de empregos, a empresa disse que, quando abertas, serão divulgadas no site Vagas.com.

Renova

Em balanço apresentado na última semana, a Fundação Renova informou que já foram investidos mais de R$ 10 bilhões em ações de reparação da tragédia. Apenas em termos de indenizações, já foram destinados R$ 2,6 bilhões para ressarcimentos e auxílios financeiros a cerca de 321 mil pessoas. Do valor total, 49,2% (R$ 1,28 bilhão) foi entregue aos atingidos em Minas Gerais.


As informações são do Diário do Comércio.


SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.