Projeto Grota do Cirilo já está 25% concluído

Para o avanço da Fase 1 da planta, a Sigma emitiu mais de 30 pedidos de compra para equipamentos a partir de julho de 2022.


A Sigma Lithium Corporation divulgou atualização sobre a construção do projeto de lítio Grota do Cirilo, no Vale do Jequitinhonha (MG), além de uma atualização regulatória e os resultados da votação em sua AGO realizada em 30 de junho de 2022. “Estamos honrados com o apoio contínuo de nossos acionistas e a aprovação esmagadora de todas as resoluções votadas em nossa AGO realizada em 30 de junho de 2022”, afirma Ana Cabral-Gardner, Co-CEO e Co-Chairperson da Sigma Lithium. Segundo Ana, a empresa continua focada em estabelecer a Sigma Lithium como uma das maiores produtoras de lítio do mundo. “Estamos progredindo significativamente para um fluxo de caixa positivo ao entregar Lítio Sustentável para Bateria no curto prazo. Nossa equipe operacional vem entregando consistentemente todos os marcos de execução da construção e licenciamento do projeto, posicionando a Sigma para potencialmente participar como produtora no que pode ser um dos mercados de lítio mais favoráveis de todos os tempos”.


Calvyn Gardner, co-CEO e co-presidente da Sigma Lithium, disse que a empresa progrediu na construção do empreendimento Grota do Cirilo, à medida que continua avançando rapidamente na Fase 1 da Usina, com construção dentro do prazo e do orçamento, com aproximadamente 25% da construção total concluída. “O avanço contínuo dos desenhos finais da construção em direção à conclusão de 65% também nos permite planejar o total da quantidade de material de construção a granel a ser utilizado, potencialmente ampliando nossa gestão de nossas cadeias de suprimentos”.



Para o avanço da Fase 1 da planta, a Sigma emitiu mais de 30 pedidos de compra para equipamentos a partir de julho de 2022. Até o momento, os seguintes fluxos de trabalho de construção foram 100% concluídos: Terraplenagem necessária à construção das fundações da Planta de Produção; Drenagem protetora do local da Planta de Produção (canais e tubulações); Construção de área de fossa; e Melhorias na estrada de desvio (desvio da estrada municipal no entorno do Projeto. Além disso, ocorre a montagem eletromecânica (incluindo mainframes para o britador primário, planta DMS e outras infraestruturas). A Sigma espera que os equipamentos comecem a chegar no final de julho.


A Sigma Lithium obteve prorrogação solicitada de suas licenças ambientais atuais tanto para construção (LP) e instalação e comissionamento (LI) do Conselho de Política Ambiental (COPAM). A extensão permite a lavra simultânea da cava norte e da cava sul da Fase 1, além da permissão para ampliar a área utilizada para o empilhamento a seco dos rejeitos da Planta de Produção Greentech e o planejamento de uma expansão significativa da capacidade de produção em uma Fase 2.


A decisão de realizar a lavra simultânea da cava norte e da cava sul da Fase 1 pela companhia foi norteada pela estratégia ESG, permitindo que o município de Araçuaí (onde está localizado o pit sul) também tenha direito a receber parte dos royalties do governo da CFEM, anteriormente restritos ao município de Itinga, onde está localizada a cava norte.


Com o pagamento dos royalties para os dois municípios, a Sigma atende ao ODS 16 (Paz, Justiça e Instituições Fortes).


Novo decreto do Lítio


A Sigma festejou que em 5 de julho de 2022, o Governo brasileiro emitiu o decreto presidencial nº 11.120 , onde revoga integralmente tanto o decreto presidencial nº 2.413/1997, quanto o decreto nº 10.577/2020


O Novo Decreto do Lítio permite o comércio irrestrito de quaisquer produtos que contenham lítio, além de eliminar a exigência de cotas e autorizações da autoridade nuclear para atividade de comércio exterior, desregulamentando positivamente o setor de lítio. O decreto também aumenta significativamente a competitividade do Brasil para investimentos globais na cadeia de fornecimento de lítio. E inclui produtos químicos e produtos contendo produtos químicos de lítio e produtos químicos de lítio refinados, como precursores catódicos e pasta catódica.


“O Novo Decreto do Lítio é um passo positivo significativo para a modernização do Brasil e integração cada vez maior do setor de lítio do País nas cadeias globais de fornecimento de lítio”, diz Ana Cabral-Gardner, co-CEO da Sigma Lithium.


Fonte: Brasil Mineral, assine e tenha acesso a um vasto conteúdo de notícias do setor mineral.

0 comentário