Nexa prevê investimentos de US$ 450 milhões em 2021

A Nexa prevê investimentos de US$ 450 milhões em Capex em 2021. Deste total, US$ 232 milhões serão destinados ao projeto de zinco Aripuanã, no Mato Grosso. O volume total previsto de aportes para o ano representa um acréscimo de 33,92% em relação aos US$ 336 milhões investidos pela companhia em 2020.


Isto porque, de acordo com a empresa, no ano passado houve redução do Capex, sendo mantidos apenas investimentos "essenciais para assegurar que as operações cumprissem todos os requisitos de segurança".

"Em 2021, a Nexa deverá retomar seus investimentos em patamares similares ao período anterior à pandemia, de forma a garantir a sustentabilidade de seus negócios no longo prazo", afirmou em nota a mineradora, uma das maiores produtoras globais de zinco.

Ainda segundo a Nexa, o objetivo de destinar a Aripuanã 51,5% dos aportes previstos para o ano é acelerar a construção do principal projeto em desenvolvimento da companhia. O projeto estava com 70% das obras concluídas no fim de 2020 e a previsão é de que a operação comece a produzir no início de 2022.

"Em 2021, seguimos comprometidos com nossa disciplina de alocação de capital. Com um portfólio único de projetos, continuamos a construir um caminho para crescer continuamente em zinco e cobre nas Américas no longo prazo. Além disso, nosso principal projeto em desenvolvimento, em Aripuanã, está progredindo bem", afirmou o diretor-executivo da Nexa, Tito Martins.

A mineradora prevê também um investimento de US$ 71 milhões em exploração mineral e avaliação de projetos em um "esforço de ampliar suas reservas e recursos minerais". Em 2020, os aportes destinados a este tipo de trabalho foram de US$ 54 milhões.


"Em relação a 2021, os recursos envolvem o desenvolvimento de novos projetos greenfield e de minas já em atividade e a realização dos projetos minerários nas fases FL1 e FL2, entre outros", observou a Nexa.

Em relação aos investimentos para enfrentamento da Covid-19, a previsão é de um desembolso de US$ 10 milhões durante o ano, contra US$ 15 milhões que foram investidos em 2020 para adoção das medidas sanitárias e dos protocolos de saúde e segurança em todas as suas operações, além de apoio às comunidades onde atua.


Fonte: Notícias de Mineração do Brasil

0 comentário

SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.