Mercedes investirá US$ 105 milhões na fabricação de veículos com "aço verde"

A Mercedes-Benz anunciou que investirá US$ 105 milhões para se tornar a primeira fabricante de automóveis a utilizar “aço verde” em seus veículos a partir de 2025. O objetivo, segundo a empresa, é diminuir o uso de carbono na produção de seus modelos.


A marca alemã firmou uma parceria com a startup H2GS, que produz aço livre de fósseis em grande escala no norte da Suécia. A ação faz parte do Plano Ambition 2039, quando a Mercedes promete ter sua frota de veículos totalmente neutra em emissões de CO2. A legislação europeia obriga que isso seja feito até 2050.

A empresa admitiu que a produção de seus sedãs é feita, em média, com 50% de aço e isso representa aproximadamente 30% das emissões de CO2 do veículo ainda em seu processo de fabricação.

Em uma produção normal, o aço é feito em um forno clássico de carvão, emitindo aproximadamente duas toneladas de CO2. O novo processo da startup utiliza hidrogênio e eletricidade de fontes 100% renováveis, produzindo apenas água. O hidrogênio atua como gás redutor, que libera e liga o oxigênio do minério de ferro.

Integrante da "Responsible Steel Initiative" (Iniciativa de Aço Responsável), a Mercedes-Benz está ativamente envolvida no desenvolvimento de um padrão de sustentabilidade certificável para a indústria do aço. O objetivo é garantir uma produção de aço "amiga" do ambiente ao longo de todo o processo de produção.

"A Mercedes-Benz está enviando um sinal importante para acelerar as mudanças na indústria do aço e aumentar a disponibilidade de aço livre de carbono. Nessa primeira etapa, estamos investindo uma quantia significativa. Como parceira preferencial da startup, lançaremos ‘aço verde' em vários dos nossos modelos já em 2025", disse Markus Schäfer, membro do Conselho de Administração da Daimler AG e Mercedes-Benz AG.


As informações são do iCarros.

0 comentário