Lucara recupera diamante de 393,5 quilates em mina de Botswana

A Lucara Diamond recuperou um diamante branco Tipo IIa de 393,5 quilates de sua mina de Karowe, em Botswana. O diamante foi recuperado da moagem direta de minério proveniente da unidade M/PK (S) de South Lobe. Na mesma linha de produção a empresa recuperou ainda outro diamante branco de 156,2 quilates.


Em nota, a Lucara observou que a gema de 393 quilates é o sétimo diamante acima de 300 quilates recuperado em Karowe este ano e a terceira produzida a partir da unidade M/PK em 2021. As demais pedras recuperadas este ano tinham 341 e 378 quilates, ambas recuperadas em janeiro passado.

"Esta recente recuperação continua a demonstrar o forte e consistente desempenho dos recursos de South Lobe. Os diamantes de 393 quilates e 156 quilates se adicionam à coleção de recuperações de diamantes significativas em 2021, enquanto a Lucara pretende aumentar as atividades de construção para a expansão subterrânea proposta em Karowe", salientou a diretora-executiva da mineradora, Eira Thomas.

Rosa

Em meados de julho, a Lucara já havia anunciado outra recuperação "marcante" em Karowe, desta vez de um diamante rosa "extravagante" de 62,7 quilates. A pedra recebeu o nome de "Boitumelo", que significa "Alegria" em Setswana.


"O diamante Boitumelo de 62,7 quilates representa a maior jóia rosa extravagante a ser recuperada em Botswana e um dos maiores diamantes brutos rosa já registrados", salientou a companhia.

"Este diamante impressionante, medindo 26x17x16mm, é descrito como uma gema rosa extravagante de alta qualidade do Tipo IIa e foi recuperado da moagem direta de minério proveniente da unidade EM/PK (S) de South Lobe", declarou a empresa.

No mesmo período, a companhia recuperou ainda outra gema rosa de 22,21 quilates de qualidade semelhante, além de duas pedras rosa adicionais "de cor e pureza semelhantes", pesando 11,17 e 5,05 quilates.


Fonte: Notícias de Mineracão do Brasil

0 comentário