Leilão de mineradora no Paraná

A área pertence à Chimbuva Mineradora, que faz parte da Empresa Curitibana de Saneamento e Construção Civil (Empo), atualmente em Recuperação Judicial.


No próximo dia 17 de junho será leiloada área de 119,325 alqueires com direitos de exploração mineral por R$ 36.327.146,70, valor 65% inferior ao de avaliação. Localizada no município de Tijucas do Sul (PR), a área é uma Unidade Produtiva Isolada (UPI) da Chimbuva Mineradora, que faz parte da Empresa Curitibana de Saneamento e Construção Civil (Empo), atualmente em Recuperação Judicial. Integram também a UPI outros bens imóveis dentro do terreno, além de máquinas, equipamentos e veículos.


O leiloeiro público Helcio Kronberg, da Kronberg Leilões, comenta que os bens serão entregues no estado de conservação e funcionamento em que se encontram e que os interessados podem vistoriar a área e consultar os órgãos competentes, inclusive para verificar eventuais restrições de uso ou restrições construtivas e ambientais. O vencedor do leilão deverá tomar todas as providências, caso necessário, para regularizar tanto a área do terreno quanto as áreas construídas. Os interessados em participar do leilão devem se incriver no site https://www.kronbergleiloes.com.br/leilao/detalhe_lote/12325/61583#conteudo. Por se tratar de uma Recuperação Judicial, os lances precisam ser feitos à vista. No mesmo dia, outros dois terrenos da Empo serão leiloados, localizados na fazenda Guarituba, em Piraquara, também no Paraná. O leilão oferece dois terrenos de 10 mil m² (dentro de uma área de 40 mil m²) por R$ 1,110 milhão e R$ 1,175 milhão, respectivamente.


A Chimbuva Mineradora produz 26.700 toneladas de pedra britada por mês ou 320.400 toneladas anuais e 6.000 toneladas de saibro, ou 72.000 toneladas/ano. O volume produzido de pedra britada mensal corresponde a 15.000 m³/mês de material britado ou 10.000 m³/mês de material in situ. A produção mensal de 6.000 toneladas de saibro equivale a 5.000 m³/mês de material.


Fonte: Brasil Mineral

0 comentário