top of page

Komatsu lança duas escavadeiras hidráulicas

PC360LC-8M2 tem foco em especial na construção pesada e na mineração de agregados e a PC200-10M0 é voltada para atividades de construção mais leves





A PC360LC-8M2 vem substituir a PC350LC-8 e foi desenvolvida pensando em melhorias importantes nos quesitos segurança, aumento de produtividade, facilidade de manutenção e conforto do operador. O equipamento conta com reforços estruturais em pontos-chave como na coroa de giro, lança e no braço, além de maior potência, resultando em até 4% maior produtividade comparada com modelos anteriores. A escavadeira hidráulica de 36 toneladas terá aplicação em todos os segmentos, mas com foco em especial na construção pesada e na mineração de agregados.

“A PC360 traz muitas das características e benefícios já conhecidos na linha Komatsu de escavadeiras, incluindo algumas atualizações como aumento de potência, estruturas reforçadas, luzes em LED e itens de conforto do operador. Além de mais produtividade em comparação com o modelo anterior, a PC360 tem potência do motor de 286hp, 10% maior que a PC350”, afirma Leandro Bueno, gerente de Marketing de Produtos e Administração de Vendas da Divisão de Construção da Komatsu.




Construção leve

A nova escavadeira hidráulica da Komatsu da classe de 20 toneladas, a PC200-10M0 chega ao mercado trazendo importantes diferenciais quando comparada aos demais equipamentos da mesma classe, como mais produtividade, segurança ao operador, e maior tanque de combustível. Voltada a atividades mais leves, como terraplenagem, construções de prédios, obras de saneamento básico e infraestrutura urbana, no geral, a máquina chega para compor o portfólio da Komatsu e atender à demanda por alguns tipos de aplicação no segmento de Construção, que requerem um equipamento robusto e de alta performance, mas um pouco mais leve.

Com a missão de produzir e entregar para seus clientes produtos e soluções Dantotsu – palavra japonesa que representa os conceitos de único e inigualável –, o lançamento da PC200-10M0 vem desse esforço e traz diferenciais relevantes para a categoria no Brasil. Dentre eles, estão a entrega de mais matéria por tempo trabalhado, por conta da maior força de desagregação de braço, trazendo 30% mais produtividade do que outras escavadeiras hidráulicas de 20 toneladas. “Além disso, o sistema hidráulico com maior vazão, 24% superior, e com maior pressão no circuito de implementos, ou seja 15% mais pressão, aliado ao volume de tanque de combustível, 25% maior, levam a máquina a um outro patamar de entrega aos clientes”, afirma Bueno.

A máquina possui outros diferenciais. Um deles é a alta intercambialidade de peças com a PC200-10M0, de 21 toneladas. “Isso é muito importante para os clientes, pois não precisarão de outro estoque de peças, já que a intercambialidade entre os dois equipamentos é de 70%”, explica Bueno. A outra característica, bem relevante e única na categoria de máquinas de 20 toneladas disponíveis no mercado, de acordo com Bueno, é o certificado de proteção de cabine FOPS já de fábrica. FOPS (sigla para Falling Objects Protective Structure, ou Estrutura de Proteção contra Objetos Caindo) é uma certificação que garante que o teto da cabine pode receber impacto sem danos ao operador. Por exemplo, queda de pedras, galhos e detritos de construção. Para obter a certificação FOPS, a estrutura deve passar por uma série de testes rigorosos, definidos por órgãos reguladores e os testes envolvem a exposição da estrutura a cargas de impacto de vários ângulos e intensidades para garantir que possa resistir a eventos de queda de objetos na vida real.


Fonte: Conexão Mineral

0 comentário
bottom of page