Investindo em crescimento, sem barragens de rejeito

Parte de todo o rejeito produzido pelas usinas é desaguada e a parte que seria destinada à barragem é totalmente filtrada.


Buscando eliminar o uso das estruturas de barragens para disposição de seus rejeitos, a Itaminas, produtora de minério de ferro localizada em Sarzedo (MG), iniciou em 2016 os estudos para o tratamento das lamas geradas no beneficiamento do minério e, no ano seguinte, começaram os testes-piloto com diversas empresas e tecnologias. Entre todas as alternativas avaliadas, a opção de aplicabilidade dos filtros-prensa desenvolvidos pela Andritz se mostrou “a mais adequada e eficiente”, conforme conta Gedeon Junior, Superintendente de Investimentos, Desenvolvimento Tecnológico, Processo e Beneficiamento da companhia mineradora.


Com isso, em 2020 entraram em operação as duas primeiras unidades de Filtro Prensa Andritz, processando aproximadamente 65% das lamas geradas pela produção a úmido e reduzindo significativamente a necessidade da utilização de barragens. Os resultados foram tão bons que em 2021 foram implantadas mais duas unidades de Filtro-Prensa, ação que consolidou 100% da produção da Itaminas sem utilização de barragens. Parte de todo o rejeito produzido pelas usinas é desaguada e a parte que seria destinada à barragem é totalmente filtrada.


Gedeon relata que esse desenvolvimento passou por diversas fases: “junto à Andritz, fornecedora do equipamento, identificamos qual seria o elemento filtrante que poderia ser aplicado nesse material, composto por lamas muito finas. Num segundo momento, foram estabelecidos os parâmetros operacionais que deveriam ser ajustados para atender ao minério produzido e, na terceira etapa, fizemos o dimensionamento da máquina, que deveria ter capacidade de atender a nossa produção”.


Hoje o projeto conta com quatro máquinas implantadas, mas o objetivo é chegar a 2024/2025 com mais dois equipamentos e, finalizando um projeto de expansão em curso, a empresa considera a possibilidade de instalação do sétimo e do oitavo filtros-prensa em 2029 – equipamentos overhead de última geração, com velocidade máxima de descarga de tortas que, entre suas principais características, trabalha com abertura dupla do pacote de placas de filtragem para a descarga de sólidos, um dispositivo de lavagem de lonas filtrantes de braço duplo e alimentação bilateral, o que reduz o tempo do ciclo.


Segundo informações da Andritz, que assina a tecnologia, “o filtro prensa overhead foi projetado para serviços pesados com velocidade máxima de descarga e possui um divisor adicional de placas de filtragem para garantir o maior rendimento possível em combinação com a tecnologia de quatro cilindros. O filtro prensa overhead é equipado com sistema de descarga rápida de sólidos e sistema de troca rápida de elementos filtrantes e é altamente eficiente para aplicações na indústria de mineração, como rejeitos, carvão, cobre, ferro e alumínio”.


Leia a matéria completa na edicão 423 de Brasil Mineral



Fonte; Revista Brasil Mineral

0 comentário