top of page

Hydro e Mercedes-Benz no caminho para a neutralidade de CO2


Hydro e Mercedes-Benz pretendem, entre 2023 e 2030, promover um roadmap tecnológico conjunto, com o objetivo de desenvolver soluções de alumínio aprovadas para aplicações automotivas com pegada de CO2 abaixo de 3,0 kgCO2/kgAl – crédito: divulgação






Você já ouviu falar sobre Carbono Zero? É uma política desenvolvida por uma série de empresas, que tem como intuito neutralizar a emissão de gases do efeito estufa (CO2) por parte das pessoas e das próprias indústrias. Iniciativas focadas na diminuição das emissões de CO2 têm se tornado cada vez mais comuns entre empresas conscientes ecologicamente e preocupadas com práticas mais sustentáveis.


Um exemplo disso é a parceria entre a Hydro e a Mercedes-Benz. Juntas, elas pretendem, entre 2023 e 2030, promover um roadmap tecnológico conjunto, com o objetivo de desenvolver soluções de alumínio aprovadas para aplicações automotivas com pegada de CO2 abaixo de 3,0 kgCO2/kgAl. A ambição é aproximar-se do alumínio próximo de zero até o final do mesmo período.


A Hydro entregará seus primeiros volumes de alumínio com uma pegada abaixo de 3,0 kg CO2/kg de alumínio para a Mercedes-Benz em 2023. O produto será apresentado a uma variedade de modelos Mercedes-Benz, incluindo seus modelos elétricos (EQ).


“A Mercedes-Benz é uma empresa voltada para o futuro é uma parceira perfeita para a Hydro. A ambição de tornar toda a sua frota de novos automóveis de passeio neutros em CO2 até 2039 corresponde à ambição da Hydro de fornecer alumínio sem carbono em escala industrial até 2030. Parcerias e colaboração nas cadeias de valor podem acelerar os desenvolvimentos tecnológicos necessários para reduzir as emissões, e estamos entusiasmados com a Mercedes-Benz se juntando a nós em nosso caminho para o alumínio de carbono zero”, diz Hilde Merete Aasheim, presidente e CEO da Hydro.


As montadoras confiam no alumínio para reduzir o peso e as emissões de carbono sem comprometer a segurança. A reciclabilidade do alumínio significa que materiais descartáveis podem ser evitados. A Hydro fornece componentes de alumínio para a Mercedes-Benz há muitos anos. Com esta parceria, as empresas irão colaborar e aprofundar a pesquisa de como as soluções de baixo carbono e alumínio reciclado podem ser usadas em veículos. O objetivo é utilizar todo o potencial do alumínio como solução de baixo carbono em veículos modernos.


“O alumínio está se tornando cada vez mais importante como material leve em veículos elétricos. Estamos trabalhando intensamente com nossos parceiros para encontrar alavancas para reduzir as emissões de CO2 na cadeia de fornecimento de alumínio. Portanto, estou muito feliz por unirmos forças com a Hydro como um especialista de longa data na produção de energias renováveis para enfrentar um dos maiores desafios da indústria automotiva. Este é um sinal importante para acelerar a mudança na indústria do alumínio e aumentar a disponibilidade de alumínio com baixo teor de carbono”, diz Markus Schäfer, membro do Conselho de Administração do Mercedes-Benz Group AG e Diretor de Tecnologia, Desenvolvimento e Compras.



Neutralidade de CO2: moldando o mercado para um alumínio mais ecológico

A Hydro está comprometida em entregar uma redução de 30 por cento em suas emissões de CO2 até 2030. Para a produção de alumínio primário, as reduções de emissões virão da redução das emissões nas instalações de produção de alumina da Hydro Alunorte, no Pará, Brasil, e por meio da otimização de suas operações de eletrólise e fundição. A Hydro está desenvolvendo soluções de captura de carbono para suas instalações de produção de alumínio existentes, ao mesmo tempo em que desenvolve uma nova tecnologia de alumínio primário de carbono zero. A Hydro pretende ter pilotos em escala industrial para essas tecnologias até 2030.


“Para cumprir com sucesso nossas estratégias de descarbonização, precisamos nos unir aos pioneiros ao longo de toda a cadeia de valor, moldando o mercado de alumínio com baixo teor de carbono e quase zero”, diz Aasheim.



Fonte: Portal da Mineração

0 comentário

Comentários


bottom of page