top of page

Goiânia recebe Brasmin e Encontro da mineração em junho


Goiânia foi escolhida para sediar a II Feira da Indústria da Mineração (Brasmin), evento previsto para ocorrer entre 27 e 29 de junho, no Centro de Convenções da PUC Goiás, juntamente com o 8º. Encontro Nacional da Média e Pequena Mineração. Na ocasião, empresas que atuam na cadeia de suprimentos da mineração vão apresentar produtos, serviços, equipamentos, tecnologias e inovações do setor, que representou 22,5 % do PIB brasileiro em 2021, chegando a US$ 145 bilhões. “A Brasmin é uma oportunidade de levar aos novos centros o que acontece de mais moderno no setor em termos de tecnologia, métodos produtivos e tendências. É também uma excelente oportunidade para líderes, gestores e sociedade debaterem seus objetivos e necessidades”, avalia o presidente do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira das Empresas de Pesquisa Mineral e Mineração (ABPM), Luís Mauricio Azevedo. O credenciamento para visitação gratuita da feira já está aberto e deve ser feito on-line, no site www.brasmin.com.br.


O 8º Encontro Nacional da Média e Pequena Mineração, por sua vez, reunirá empresários, investidores, fornecedores e meio acadêmico ligados ao setor para debater uma parte muito importante do universo da mineração brasileira que poucos brasileiros conhecem: as peculiaridades e necessidades das médias e pequenas empresas de mineração. O encontro é organizado pela Revista Brasil Mineral e terá nove painéis temáticos. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no site www.encontromedpeq.brasilmineral.com.br.


Entre os destaques dos painéis estão: O Novo Cenário Regulatório da Mineração; Mercado Consumidor de Minerais Industriais e o Programa Goiano de Crédito de Carbono, ambos serão debatidos no dia 27. No segundo dia de encontro, o evento aborda Minerais Críticos e Transição Energética; Novos Mecanismos de Financiamento e Atração de Investimentos na Mineração ; ESG e Transição Energética na Formação de Profissionais de Mineração.


No último dia do encontro haverá a mesa-redonda sobre Transformação da Agricultura pelos Remineralizadores; A Evolução do Garimpo para Empresa de Mineração; e Planos Estaduais de Mineração.


“No Brasil, temos o registro de 7.321 empresas que atuaram na produção mineral em 2022, das quais 1.198 são de médio porte, 2.272 são de pequeno porte e 3.779 são microempresas. Temos que debater as peculiaridades e os desafios dessas empresas, que empregam milhares de pessoas, suprem a indústria e são de grande importância para a vida das pessoas. Este é o propósito do encontro que trazemos para Goiânia, este ano”, observa o presidente do Sindicato das Indústrias Extrativas de Goiás e do Distrito Federal (SIEEG-DF), Luiz Antônio Vessani.


Os eventos são realizados pela ABPM, em parceria com o Sindicato das Indústrias Extrativas de Goiás e do Distrito Federal (SIEEG-DF), Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG), Proma Feira e Brasil Mineral, com apoio da Agência para o Desenvolvimento e Inovação do Setor Mineral Brasileiro (ADIMB). Nos últimos anos, Goiás se tornou um importante polo de desenvolvimento da mineração, ocupando o primeiro lugar na produção de níquel (45%), vermiculita (82%) e segundo em fosfato (37%), cobre (21%) e nióbio (14%). Atualmente, é o terceiro maior produtor nacional.



Fonte: Brasil Mineral

0 comentário

תגובות


bottom of page