CPRM e ANM registram novas mortes por Covid-19

O Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e a Agência Nacional de Mineração (ANM) registraram novas mortes causadas pelo novo coronavírus, de acordo com informações registradas no 56° Boletim de Monitoramento Covid-19 divulgado nesta terça-feira (11) pelo Ministério de Minas e Energia (MME).


O levantamento mostra que o órgão geológico computou a décima morte por Covid-19, a quarta de trabalhadores que exerciam suas funções de forma presencial. Os outros seis óbitos são atribuídos aos que trabalhavam de forma remota. O CPRM tem ainda 13 casos confirmados e em quarentena, dois hospitalizados, 298 recuperados, 110 vacinados com a primeira dose e 177 vacinados com a segunda dose.

Já a ANM, segundo os dados, registrou o sexto óbito provocado pela pandemia, todos eles de trabalhadores que atuavam de forma remota. A Agência contabiliza também 12 casos confirmados e em quarentena e 71 recuperados. O número dos vacinados não consta no informe.

O MME, responsável pela publicação, está com três óbitos confirmados, todos de trabalhadores no serviço remoto. São quatro casos confirmados e em quarentena, um hospitalizado, 161 recuperados, 109 vacinados com a primeira dose e 35 vacinados com a segunda dose.

Uma mudança significativa ocorreu no número de óbitos da Indústrias Nucleares do Brasil (INB). No 52º boletim, foram informados mais quatro mortes, totalizando cinco. No entanto, no 53º, o número voltou para apenas um. Procurado, o MME não se manifestou. No boletim desta terça-feira, são 18 casos confirmados e em quarentena, 351 recuperados, 115 vacinados com a primeira dose e 33 vacinados com a segunda dose. A empresa continua registrando uma morte de um trabalhador terceirizado.


Fonte: Notícias de Mineração do Brasil

0 comentário