Alcoa reabilita área equivalente a 24 “campos de futebol”


Apesar dos desafios enfrentados com a pandemia do novo coronavírus, em 2020, a Alcoa conseguiu reabilitar 24,02 hectares de áreas mineradas em Poços de Caldas (MG), o que equivale a aproximadamente 24 campos de futebol. “O ano passado foi de superação para a nossa área, mas garantiu ótimos resultados para a companhia, sendo que um dos destaques foi o fechamento, remoldagem e reabilitação de minas exauridas”, destaca Lucas Goes, Engenheiro Florestal da Mineração. “Esse processo é de extrema importância para a nossa atividade, pois por meio dele garantimos as condições adequadas para a recuperação da funcionalidade ambiental e o restabelecimento de equilíbrio dinâmico das áreas mineradas, de modo a retorná-las às condições desejáveis da melhor forma possível”.

Iniciado na década de 1970, o programa de recuperação de áreas mineradas da Alcoa é pioneiro no Brasil e reconhecido internacionalmente, além de ter servido de base para o primeiro manual do Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente) sobre o assunto. Nesses mais de 40 anos, o programa evoluiu e hoje adota as mais modernas técnicas para o retorno da área minerada a um estado biológico apropriado, similar ao anterior à mineração, e soma 675,09 hectares de áreas reabilitadas, de 1979 a 2020, correspondente a 675 campos de futebol. Lucas Goes explica que a reabilitação é feita por meio do plantio de mudas nativas, quando a área é de propriedade da Alcoa, ou de outra vegetação, quando pertence a permissionário. “O destino da área é definido por meio da parceria entre o proprietário da terra e os técnicos da Mineração”, explica.


Fonte: Brasil Mineral

0 comentário