Altos teores em projeto de grafite na Bahia animam mineradora


A South Star Mining disse dia (21) que recebeu os resultados completos do ensaio do programa de exploração de 2018 para o projeto de grafita Santa Cruz, na Bahia. Entre os resultados constam 49,6 metros com 3,45% de carbono grafítico (Cg). Outros resultados mostram 26,2 metros com 3,32% Cg e 19 metros com 2,69% Cg.

"A parte de pesquisas de campo do programa [de exploração] foi concluída em dezembro de 2018. O PEA divulgado anteriormente pela empresa reportou Recursos Indicados de 14.990.400 toneladas @ 2,70% Cg e Recursos Inferidos de 3.572.100 toneladas @ 2,90% Cg", declarou a mineradora em nota. A mineradora canadense disse que com o objetivo de iniciar a produção em 2020, usando uma guia de produção, e uma planta piloto, o programa de exploração de 2018 da South Star vai se concentrar nos alvos de São Manoel e São Rubens. O programa incluiu abertura de trincheiras junto com 531 metros em oito furos adamantados de diâmetro maior (HQ) e 1.288 metros em 32 furos de sondagem de circulação reversa (RC). "A maior parte do Programa 2018 concentrou-se ao longo de 700 metros do corpo mineralizado no alvo São Manoel, onde os programas anteriores de exploração indicaram significativa mineralização de grafite. O programa foi projetado para testar a extensão lateral e a profundidade da mineralização ao longo deste alvo, e o trabalho concluído incluiu todas as escavações, sete furos de diamante e 27 furos RC", afirmou a empresa. A empresa planeja incorporar os resultados do programa em uma estimativa atualizada de recursos, juntamente com os testes finais de resíduos metalúrgicos e de pilhas secas, a serem concluídos no segundo trimestre de 2019. As atividades de engenharia, testes, ambientais e de licenciamento estão em andamento com a conclusão, incluindo a entrega de um relatório de pré-viabilidade, agendado para o 3º trimestre de 2019 "Os resultados do Programa 2018 foram excelentes para provar a continuidade em materiais friáveis contendo mineralização de grafite em intervalos significativos, tanto ao longo do corpo mineral quanto em profundidade. Usando ambos os alvos, temos um excelente esboço preliminar de uma boa cava inicial que pode ser usada durante a produção inicial da planta piloto. Vários furos começam em ou perto da superfície e contém bons materiais que são passíveis de lavra de tiras de baixo custo", disse o CEO da empresa, Eric Allison, em nota. Segundo o executivo, apenas uma pequena porcentagem da área do projeto foi explorada e há um grande potencial para exploração e expansão de recursos em Santa Cruz. "Os resultados positivos do programa, com a primeira fase de testes na Urbix, apoia nossa convicção de que o grafite potencialmente produzida a partir de Santa Cruz será muito similar ao grafite de alta qualidade que vem sendo continuamente produzida nessa região no Brasil há mais de 70 anos", disse.

Fonte: https://www.noticiasdemineracao.com/metais-b%C3%A1sicos/news/1354816/altos-teores-em-projeto-de-grafite-na-bahia-animam-mineradora


SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.