2019 pode trazer grandes surpresas para setor mineral


O setor de mineração parece estar pronto para um evento de “cisnes negros” em 2019 que pode trazer investidores de volta ao mercado, disse Glenn Mullan, presidente da Prospectors & Developers Association of Canada (PDAC), em referência à teoria de Nassim Taleb sobre eventos raros, de difícil previsão e forte impacto.

De acordo com Mullan, um aumento nos preços das commodities no último trimestre do ano ajudou a impulsionar o setor de mineração antes do ano novo. No entanto, ele acrescentou que a indústria precisa ver um evento inesperado significativo para atrair mais investidores em geral.

Mullan disse acreditar que 2019 pode ser o ano de surpresas, já que a falta de exploração e capital de investimento nos últimos anos criou um ambiente desconhecido dentro do setor de mineração. Ele acrescentou que uma descoberta significativa no próximo ano poderia dar uma nova chance a mineradoras em apuros.

"O mercado é bastante eficiente em descontar os preços esperados e atuais. O mercado não atingirá novos picos no que já sabe. Ele está procurando as histórias que não conhece e que remontam à falta de financiamento, à falta de exploração e à falta de novas descobertas importantes", disse ele em entrevista à Kitco News.

Junto com o potencial para um evento surpresa, Mullan declarou que o mercado também está preparado para ver um novo aumento nas fusões e aquisições. Ele fala que a última atividade significativa de F & A na mineração foi quase uma década atrás.

Mullan afirmou ainda que espera que as reservas minerais que esgotam continuarão a ser um tema crítico para as empresas de mineração em 2019 e levarão a atividades de fusões e aquisições.

"Alguns dos melhores negócios são feitos nos piores mercados", disse ele. "E este é muito ruim, então estou otimista de que algo positivo sairá dessas condições."

Mullan não está sozinho em seu otimismo. A Convenção Anual PDAC 2019, a maior conferência de mineração do mundo, em Toronto, está menos de dois meses de distância e ele disse que está se preparando para ser mais um ano construtivo. A conferência de 2018 teve sua melhor participação em cinco anos. "Todos os indicadores que estamos vendo são todos favoráveis para uma convenção positiva de 2019", disse ele.

Os comentários de Mullan acontecem quando o setor de mineração se prepara para encerrar o ano no vermelho, o primeiro fechamento anual negativo desde 2015.

Os principais produtores de metais preciosos tiveram o melhor desempenho no ano passado. O fundo ETF VanEck Vectors Gold Miners, que representa os principais produtores de ouro, caiu quase 1% este ano. Enquanto isso, o TSX Venture Index, que é fortemente influenciado por mineradoras juniores, caiu quase 35% no ano.

Os principais produtores também superaram os preços do ouro. Embora os futuros de ouro estejam sendo negociados perto de uma alta de seis meses, o mercado caiu quase 2% no ano, seguindo para seu fechamento anual negativo em três anos. As informações são da Kitco.

Fonte: https://www.noticiasdemineracao.com/exterior/news/1353726/2019-pode-trazer-grandes-surpresas-para-setor-mineral


SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.