Vale estima gastos de até US$ 3,2 bilhões com Brumadinho em 2021



A Vale informou nesta quinta-feira (9) que prevê desembolsar entre US$ 2,7 bilhões (R$ 14,3 bilhões) e US$ 3,2 bilhões (R$ 16,96 bilhões) com Brumadinho em 2021, em função do rompimento da barragem da empresa em 2019. O montante inclui acordos, doações, descaracterização e despesas incorridas.EM fato relevante, a empresa anunciou também a previsão entre US$ 800 milhões (R$ 4,23 bilhões) e US$ 1,1 bilhão (R$ 5,82 bilhões) com despesas financeiras líquidas. Divulgou ainda a previsão de US$ 5,4 bilhões (R$ 28,58 bilhões) de Capex.

A Vale prevê também que seus impostos e refis devem atingir entre US$ 3,8 bilhões (R$ 20,11 bilhões) e US$ 4,2 bilhões (R$ 22,23 bilhões).

Outros itens, como capital de giro, derivativos e dividendos pagos a não controladores, devem girar entre US$ 600 milhões (R$ 3,17 bilhões) e US$ 900 milhões (R$ 4,76 bilhões).

Segundo a empresa, as informações representam uma "mera estimativa, dados hipotéticos que de forma alguma constituem promessa de desempenho por parte da Vale e/ou de seus administradores".


Fonte: Notícias de Mineração do Brasil

Assinem ao NMB e tenha acesso a esse e outros conteúdos exclusivos.

0 comentário