Vale diz aguardar notificação sobre bloqueio de R$ 26 bilhões por Brumadinho


A Vale declarou na quarta-feira (27) que não teve “conhecimento formal dos pedidos formulados” e que ficou sabendo por meio de “nota na imprensa” sobre os pedidos do Ministério Público Federal (MPF) e dos demais autores da ação civil pública que pede à Justiça R$ 54 bilhões da mineradora em indenizações pela tragédia de Brumadinho (MG). A empresa afirma que se manifestará apenas nos autos e no prazo determinado pela Justiça.

Do total de R$ 54 bilhões, os autores da ação solicitam o bloqueio imediato de R$ 26,6 bilhões por causa do rompimento da barragem, em janeiro de 2019, que deixou 270 pessoas mortas.

A Vale ressalta que já apresentou R$ 11 bilhões em garantias e depósitos judiciais e que "reitera o seu compromisso com as ações de reparação e compensação dos danos causados pelo rompimento da barragem, que se iniciaram imediatamente após o ocorrido".

"No pedido, o qual, necessariamente, terá de ser apreciado pelo Juiz Elton Pupo Nogueira, os autores pedem danos morais coletivos e ressarcimento de perdas econômicas do Estado de Minas Gerais. Segundo nota publicada pelo MPMG, dentre os pedidos específicos, foi requerido o bloqueio de R$ 26,7 bilhões referentes ao ressarcimento de perdas econômicas do Estado. A Vale não teve conhecimento formal dos pedidos formulados e se manifestará a seu respeito nos autos daqueles processos, no prazo estipulado pelo Juiz", destaca a nota da mineradora.

A empresa disse também que não se trata de nova ação civil pública, mas de pleitos da ação que está em andamento desde janeiro de 2019.


Fonte: Notícias de Mineração do Brasil

SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.