Vale destina R$ 1 bilhão para investimentos, custeio e projetos no MS

A Vale destinou R$ 1 bilhão para investimentos e custeio de suas operações e para projetos no Mato Grosso do Sul em 2020, incluindo ações sociais e ambientais. Os números estão presentes no Balanço Vale+, relatório anual divulgado pela empresa com informações sobre sua atuação econômica, social e ambiental.


A produção da Vale no estado em 2020 foi de 2,9 milhões de toneladas de minério de ferro e manganês. As operações da mineradora empregaram cerca de 1.450 pessoas, considerando mão de obra própria e de prestadores de serviço de forma permanente. Os empregos gerados representaram uma massa salarial de R$ 77 milhões em circulação na economia sul-mato-grossense.

Além disso, R$ 40 milhões foram repassados em tributos para os governos municipal, estadual e federal, referentes a Cfem, ICMS, ICMS Importação, TFRM e ISS.

Já o valor gasto em compras com fornecedores locais foi de R$ 123 milhões, movimentando a economia dos municípios onde a empresa atua.

Os investimentos socioambientais da mineradora no estado somaram R$ 30 milhões. Foram realizadas diversas iniciativas voltadas para o desenvolvimento dos territórios, em frentes como cultura, geração de trabalho e renda, melhoria da saúde e qualidade de vida das comunidades. Um exemplo é o Programa Comunidade Participativa que, ao longo de 14 anos, já destinou em torno de R$ 2,8 milhões para cerca de 100 organizações de Corumbá e Ladário, beneficiando mais de 26 mil pessoas na região.

A empresa também apoiou os municípios e as comunidades onde atua no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, com doações de equipamentos médicos e de segurança. Para o Mato Grosso do Sul, ela destinou cerca de 1,9 milhão de itens de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), 10,8 mil kits de testes rápidos para diagnóstico do coronavírus, uma ambulância e oito respiradores para assistência aos pacientes.


Na área ambiental, cerca de 64 toneladas de materiais recicláveis, incluindo papel, papelão e plástico, foram doados a instituições da região em 2020, contribuindo com a preservação do meio ambiente e possibilitando o incremento da geração de renda dos membros das associações. A empresa também realizou o plantio de 12 hectares em áreas de compensação ambiental apenas no ano passado.


As informações são do jornal Diário Corumbaense e NMB

0 comentário