top of page

Tragédia de Mariana: Vale e BHP propõem acordo de R$ 127 bilhões

Proposta envolve pagamento de R$ 72 bilhões, em dinheiro, para governos federal, estadual (MG e ES) e a municípios



A mineradora Vale informou, em fato relevante nesta segunda-feira (29), uma nova proposta para o acordo definitivo com o poder público sobre reparação do desastre de Mariana (MG), ocorrido em 5 de novembro de 2015. A proposta de R$ 127 bilhões envolve também a BHP, ambas acionistas da Samarco.

O valor busca a compensação dos danos causados pelo rompimento da barragem de rejeitos, que pertencia à Samarco. A nova proposta indica uma melhora substancial na oferta das empresas em comparação com a proposta anterior, de R$ 42 bilhões.

“As companhias e autoridades públicas seguem engajadas para o avanço das negociações e para a aprovação de um acordo definitivo, atuando em conformidade com processos de governança e com legislações aplicáveis”, disse a Vale em comunicado.

A Vale havia afirmado na semana passada sobre a sua expectativa de um acordo definitivo com autoridades até o fim do primeiro semestre.

A mineradora brasileira informou que o valor da proposta envolve R$ 72 bilhões, em dinheiro, ao longo de determinado período para os governos federal, de Minas Gerais e Espírito Santo e a municípios. Inclui também R$ 37 bilhões em valores já pagos em processos de remediação e compensação até o momento. Além disso, envolve mais R$ 18 bilhões em “obrigações de fazer”.

Ainda segundo o comunicado, a reparação é uma “prioridade para Samarco, Vale e BHP”, e até março de 2024 mais de 430 mil pessoas já haviam sido indenizadas. A companhia também disse que aproximadamente 85% dos reassentamentos foram concluídos.


Fonte: Revista Mineração & Sustentabilidade.

0 comentário

コメント


bottom of page