Três veículos são soterrados após deslizamento de talude em mina de Sarzedo, na Grande BH

Um caminhão, uma retroescavadeira e um carro foram soterrados, mas não havia ninguém dentro dos automóveis. Talude estava em obra de infraestrutura da mineradora Itaminas.


Agentes da Defesa Civil da cidade de Sarzedo, na Grande BH, fizeram vistoria, na tarde desta segunda-feira (9), em uma obra de infraestrutura da mineradora Itaminas localizada na Mina do Engenho Seco, onde houve um deslizamento de terra de parte de um talude, por volta das 11h30 desta segunda.



De acordo com a Defesa Civil do município, o local do deslizamento fica a cerca de 2 quilômetros de distância da barragem B4, que possui contenção de rejeitos de minério. Segundo a equipe que está no local, não se trata de um rompimento de barragem, e sim de um deslizamento de terra. "Trata-se de um deslizamento de terra, não tem água, nem rejeito de minério, foi um processo perto de um filtro de uma obra da Itaminas", explicou Rosa Souza Cardoso agente Municipal de Proteção e Defesa Civil.

A Defesa Civil do município informou ao G1 que, com o deslizamento, um caminhão, uma retroescavadeira e um carro foram soterrados (veja no vídeo abaixo), mas não havia ninguém dentro dos automóveis no momento do acidente. As informações são de que ninguém se feriu no acidente.






Além disso, a assessoria da Defesa Civil informou que não há risco de um novo deslizamento no local.

A Defesa Civil estadual de Minas Gerais chegou ao local por volta das 17h. Os bombeiros também foram até o local e informaram, às 16h11, que fariam uma vistoria.

Às 16h09 a Itaminas publicou em uma rede social que "as informações circuladas em redes sociais sobre possível rompimento de barragem não são verdadeiras. O evento trata-se de um escorregamento de aterro de obra civil, não havendo vítima ou dano ambiental nem tampouco qualquer relação com as barragens, que mantém os níveis de segurança dentro dos padrões exigidos. Todas as medidas corretivas estão sendo tomadas".

O G1 entrou em contato com a empresa para saber detalhes do deslizamento. A Itaminas confirmou que três veículos foram soterrados e que não havia nenhum funcionário dentro deles no momento do acidente.



Disse ainda que a finalidade do aterro, onde ocorreu o deslizamento, é "abrigar novas usinas que serão implantadas no futuro". E que, agora, a mineradora vai providenciar o "mapeamento e tratativa das possíveis causas" do deslizamento.

De acordo com o Relatório de Segurança de Barragens de 2020 da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (Ana), o risco da barragem B4 é considerado baixo e ela é regulada. No documento consta também que o local possui o Plano de Ação de Emergência (PAE).

O volume da barragem, segundo a Ana, é de 3.525.000 metros cúbicos de rejeito de minério e o volume atual é de 3.235.209,61.

O que diz Feam

Leia a íntegra da nota:

"A Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam) foi comunicada, nesta segunda-feira (9/08), sobre uma ocorrência na Mina do Engenho Seco, da Mineração Itaminas, em Sarzedo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Imediatamente, a equipe da Gerência de Prevenção e Emergência Ambiental da Feam entrou em contato com a empresa e se deslocou para o local para averiguação e acompanhamento da ocorrência, em conjunto com técnicos da Agência Nacional de Mineração (ANM). Segundo a Mineração Itaminas, trata-se de escorregamento em um aterro de obra civil dentro da área da empresa, não havendo ligação com nenhuma estrutura de barragem. O acidente não acarretou em vítimas ou dano ambiental.

Em relação à segurança das barragens localizadas na Mina do Engenho Seco, a Feam ainda informa que, segundo os Relatórios de Auditoria Técnica de Segurança de Barragens apresentados em setembro de 2020, as barragens B1, B2 e B4 do complexo apresentam estabilidade garantida pelo auditor. Ainda em relação às barragens B1 e B2, o Relatório de Auditoria Extraordinária, protocolado em março de 2021 em razão dos alteamentos realizados para montante, reafirma a estabilidade física e hidráulica das estruturas.

Em fiscalizações realizadas em 6 de julho de 2021, a Feam também constatou que o empreendedor estava executando as recomendações de auditoria, conforme cronograma estabelecido pelo auditor.

Sobre o licenciamento ambiental, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) informa que a empresa Mineração Itaminas está em situação regular junto ao órgão ambiental, com as licenças ambientais válidas".


Fonte: G1globo.com


0 comentário