Sindimina paralisa C1-SLDM por desrespeito da sua representação sindical pela terceirizada U&M


O Sindimina promoveu hoje (28) uma paralisação na área de C1 – SLDM, em Santaluz-BA. O objetivo da intervenção foi explicar aos trabalhadores da empresa U&M sobre a legitimidade do nosso Sindicato para representar, judicial e administrativamente, os trabalhadores do setor mineral lotados na área de C1, que está localizada dentro da nossa base de atuação em Santaluz-BA.


Isto porque, a empresa U&M vêm desconsiderando a nossa devida e legal representação para tratar sobre regras, direitos, vantagens e benefícios, por meio da negociação coletiva, e firmar Acordo Coletivo de Trabalho. A Diretoria do Sindimina já conversou com os representantes da SLDM e da U&M a fim de explicar sobre a legitimida de da nossa representatividade sindical. Ainda assim, a U&M se manteve firme em desconsiderar a nossa atuação.


Ressaltamos que o Sindimina - Serrinha e Região sempre representou os trabalhadores na área da SLDM, em C1. Inclusive, as atividades desenvolvidas no momento pela terceirizada U&M são as mesmas que as empresas ZJ e Toniollo Busnelo faziam, antes do encerramento das atividades na Mineração de C1. Todas as empresas anteriores atuaram dentro da lei e negociaram normalmente com o Sindimina, sendo o nosso Sinidicato o único representante dos trabalhadores que já desempenharam as mesmas atividades.


Diante dessa situação arbitrária, o Sindimina seguirá com paralisações e acionará os órgãos competentes para que possam garantir de forma repressiva a nossa atuação como representante legal desses trabalhadores, conforme registrado na nossa base de atuação na Mineração e acordado nos órgãos competentes para a regulação sindical.




0 comentário