top of page

Sigma Lithium aumenta recurso mineral para 109 milhões de toneladas

Grota do Cirilo se transforma no 4º maior complexo industrial integrado de beneficiamento de lítio pré-químico em operação no mundo e recurso mineral pode atingir 150 milhões de toneladas em 2024




A Sigma Lithium anunciou um aumento significativo em seu Recurso Mineral Auditado NI 43-101 para 109 milhões de toneladas de recursos minerais medidos, indicados e inferidos em sua operação industrial e mineral integrada na Grota do Cirilo, 100% controlada pela Sigma Brasil, no Vale do Jequitinhonha. O recurso mineral é composto de 94,3 milhões de toneladas de recursos medidos e indicados ("M&I") com um teor médio de 1.40% Li2O, e 14.6 milhões de toneladas adicionais de recursos inferidos com teor de 1.37% Li2O. A nova estimativa revisada do recurso mineral NI 43-101 representa um aumento de 27% em relação aos recursos minerais auditados anteriormente, datados de janeiro de 2023. A tonelagem equivalente de carbonato de lítio (LCE) contida também aumentou em 27%, demonstrando que a Sigma Lithium conseguiu manter a alta qualidade de seus recursos minerais enquanto aumentou substancialmente sua escala operacional integrada.

A Grota do Cirilo agora se torna o 4º maior complexo industrial de beneficiamento de pré-químico de lítio em operação no mundo, totalmente integrado com suas operações minerais 100% proprietárias. O aumento significativo do recurso mineral demonstra que o Brasil pode ser âncora global em escala significativa da indústria de base de materiais de lítio para a nova geração de veículos elétricos, construídos com insumos verdes, alinhados com o propósito de valor dos consumidores de veículos elétricos.

O principal objetivo da campanha de sondagem de 2023 foi totalmente alcançado: validar o corredor em forma de "J" de depósitos minerais inter-conectados que se estendem desde Barreiro (Fase 2) até NDC-Murial (Fase 3/4). O modelo geológico sustenta um pegmatito principal contínuo em NDC-Murial com potencial para uma mina a céu aberto combinada de NDC-Murial, de 60 milhões de toneladas de recursos minerais agregados medidos, indicados e inferidos, estendendo-se por um comprimento de 3,2 km, ancorado por esses dois grandes depósitos minerais flanqueados por pegmatitos subordinados.

A ampliação do recurso mineral irá agregar valor significativo para toda a comunidade, acionistas e potenciais parceiros estratégicas, apoiando o crescimento da industrialização integrada de lítio pré-químico beneficiado no Brasil. A Sigma Lithium pretende triplicar a capacidade de produção de seu "Lítio Verde Quíntuplo Zero".


Aumento das reservas minerais econômicas


A Sigma Lithium acredita que este aumento de recursos minerais pode ser perfeitamente incorporado às suas atuais reservas minerais (operações a céu aberto): Uma parte significativa dos recursos minerais incrementais está localizada nas proximidades das minas existentes. A empresa está preparando atualização do estudo de pré-viabilidade revisado com este incremento de cavas e novo sequenciamento mineral para NDC-Murial. A Sigma Lithium planeja desenvolver a mina integrada NDC-Murial com o benefício de compartilhamento de infraestrutura.


Projeção de aumento de recurso mineral para 150 milhões de toneladas em 2024


A empresa está concentrando sua campanha de sondagem de 2024 para finalizar o corredor de lítio em forma de "J" que conecta suas minas e recursos minerais na Grota do Cirilo (Fase 2, 3 e 4). Espera-se que as perfurações no pegmatito recém-descoberto, estendendo a cava de Barreiro para oeste, potencialmente adicione 20 milhões de toneladas de recursos minerais estimados. Os afloramentos de pegmatitos vizinhos perfurados apoiam a conectividade dos recursos minerais. Potencial significativo de crescimento adicional de recursos minerais ao longo do strike NDCMurial, cujos depósitos minerais permanecem aberto em profundidade e na direção leste-oeste e leste.

A perfuração da Fase 5 na extensão sul do corredor de lítio identificou uma nova descoberta de pegmatito que deve embasar outros 20 milhões de toneladas de recursos minerais estimados.

A empresa planeja sondar 57 pegmatitos de espodumênio dentro dos direitos de mineração fora do núcleo da Grota do Cirilo, alguns dos quais eram antigas minas artesanais de espodumênio.


Produtor integrado


Ana Cabral-Gardner, Co-Presidente e CEO, comentou: "Ficamos muito entusiasmados em anunciar que a nossa operação da Grota do Cirilo no Brasil se tornou o quarto maior complexo industrial integrado de beneficiamento pré-químico de lítio em operação no mundo, transformando a Sigma Lithium em um dos maiores produtores integrados em operação no setor global de lítio. Nada disso seria possível sem a dedicação incansável de nossa equipe multidisciplinar ao longo de mais de 10 anos, estabelecendo o Brasil como líder em escala e pioneiro em sustentabilidade na cadeia global de fornecimento de lítio. A Sigma Lithium é a única produtora totalmente integrada de escala significativa e controlada exclusivamente por fundos de “private equity” e por investidores institucionais financeiros, representando sinergias tangíveis para nossos potenciais parceiros estratégicos”.

“Em apenas um ano, finalizamos a construção e o comissionamento para capacidade máxima de uma planta de beneficiamento industrial de lítio Greentech de última geração, totalmente integrada com nossa operação de mineração na Grota do Cirilo. Ao mesmo tempo, não paramos de avançar validando uma quantidade globalmente monumental de 109 milhões de toneladas de recursos minerais. Dessa forma, ao integrar operacionalmente um recurso mineral desta escala com uma indústria de transformação e beneficiamento verdes, consolidamos nossa vantagem competitiva global, produzindo o lítio mais sustentável do mundo, o "Lítio Verde Quíntuplo Zero", enquanto ao mesmo tempo mantemos baixos custos de produção. Asseguramos, portanto, a resiliência do nosso modelo de negócios, especialmente no atual momento do ciclo do lítio."

Ela acrescentou: "A grande escala do aumento de nossos recursos minerais aumenta a flexibilidade estratégica da Sigma para considerar uma quarta linha Greentech de beneficiamento industrial de lítio pré-químico, além de contemplar potencial integração industrial adicional produzindo químicos, como sulfato de lítio químico verde e globalmente competitivo (de baixo custo). A possível expansão de nossas operações atuais se beneficiará de economias de escala significativas, incluindo a infraestrutura existente e o compartilhamento de custos, em comparação com nosso desenvolvimento inicial greenfield da fase 1 na Grota do Cirilo. Em suma, a conclusão deste trabalho de geociências impecável de nossa equipe no Vale do Jequitinhonha, descobrindo e validando significativos recursos minerais, representa uma criação de valor tangível para o Brasil, para nossas comunidades no Vale do Jequitinhonha e para nossos acionistas globais."

Iran Zan, MAIG, codiretor de geologia e codiretor geral, declarou: "Mais uma vez, nossa equipe de geocientistas veteranos da Sigma entregou resultados significativos. Comprovamos nossa tese geológica da existência de um corredor de lítio considerável nas concessões minerais da Sigma. Em pouco mais de sete anos, a Grota do Cirilo evoluiu de um projeto com testemunhos de perfuração para um dos maiores recursos minerais de lítio do mundo, com alguns dos mais altos teores e um potencial de crescimento para 150 milhões de toneladas. Isso se deve ao trabalho incansável de nossas excelentes equipes de geologia, mineralogistas e geocientistas. Com a atualização de hoje sobre os Recursos Minerais, estamos apenas começando a demonstrar o potencial considerável do nosso corredor de lítio, continuando a trabalhar nos alvos adicionais de 57 pegmatitos de alta prioridade (dos 200 mapeados) na campanha de 2024."

Dyonne Hage, codiretor de geologia, comentou: "Demonstramos a interconectividade do corredor de lítio em forma de "J" da Grota do Cirilo, ancorado por três grandes corpos de minério no Barreiro e no NDC-Murial. À medida que a perfuração avança, esperamos cumprir nossa meta de exploração de atingir 150 milhões de toneladas na Grota do Cirilo, estendendo o depósito de Barreiro para oeste e desenvolvendo a Fase 5. Também estamos muito otimistas em relação ao strike NDC-Murial, que permanece aberto a leste e é acessível por meio de mineração a céu aberto. Os depósitos apresentam teores consistentes, mantendo a qualidade de cristal de espodumênio grosso em todas as interceptações, potencialmente viabilizando a continuidade de processamento mineral através da planta Greentech."


Extensão do barreiro é uma continuação do corredor de lítio "em forma de J"


A empresa está direcionando a atual campanha de sondagem de 2024 para demonstrar que a mina do Barreiro se estende para oeste ("Extensão do Barreiro"), em uma continuação do corredor de lítio existente em forma de "J". Afloramentos vizinhos adicionais e a perfuração em andamento a oeste do Barreiro sustentam a conectividade potencial entre o afloramento da Extensão e o Barreiro, semelhante ao NDC-Murial. A empresa estima a Extensão do Barreiro possua até 20 milhões de toneladas de recursos adicionais potenciais.


Expectativa é de que o recurso mineral da Grota do Cirilo aumente ainda mais, para 150 milhões de toneladas


Atualmente, a empresa está operando um total de 8 sondas de sondagem diamantada em suas concessões minerais. As iniciativas de exploração continuarão em 2024, com o trabalho de sondagem focando em estruturas adicionais entre NDC e Murial, bem como a expansão de recursos no pegmatito da Extensão do Barreiro como prioridades principais.


A campanha de sondagem de 2024 destinará recursos para estabelecer uma ligação entre Murial e NDC. A modelagem geológica e a densidade de pegmatitos conhecidos sustentam uma tendência estrutural e um corpo de pegmatito principal potencialmente contínuo, consolidando NDC e Murial. O aprimoramento da densidade de recursos ao longo desse corredor permite a abertura de pelo três “super cavas”, possibilitando o desenvolvimento de infraestrutura conjunta semelhante à dos principais projetos de espodumênio do mundo.


Fonte: Conexão Mineral

0 comentário

留言


bottom of page