top of page

Servidores da Agência Nacional de Mineração fazem greve contra falta de estrutura


Servidores da Agência Nacional de Mineração (ANM) anunciaram estado de greve, alegando falta de condições de trabalho. O órgão federal funciona hoje com apenas 32% de seu quadro de servidores. A ANM foi criada em 2017 para substituir o antigo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). A agência é responsável por fiscalizar um setor que movimenta R$ 340 bilhões por ano, o equivalente a 4% de todas as riquezas produzidas no Brasil.

O colapso já é uma realidade nas fiscalizações dos royalties da mineração, principal fonte de receita que abastece os cofres públicos de municípios, Estados e União. Apenas cinco servidores estão dedicados, atualmente, à tarefa de fiscalizar cerca de 45 mil processos de pagamento da chamada Compensação Financeira pela Exploração Mineral, o encargo que deve ser pago pelas mineradoras.


Fonte: Mineramt

0 comentário

Comments


bottom of page