top of page

Samarco reforça a segurança dos trabalhadores com crachá inteligente

Medida preventiva permite o monitoramento em tempo real da geolocalização dos profissionais.



Para garantir mais segurança e agilidade na assistência dos funcionários em situações de emergência, os trabalhadores da Samarco que atuam na mina do Complexo de Germano, em Mariana (MG), passaram a utilizar o crachá inteligente diariamente.

Em funcionamento desde o final do ano passado, a tecnologia foi implantada como mais uma medida preventiva para reforçar a segurança das pessoas, uma vez que permite o monitoramento em tempo real da geolocalização dos profissionais.

Os crachás são integrados à plataforma de rádio digital da empresa e contam com georreferenciamento para identificação precisa da localização das pessoas. O rastreamento funciona somente na área da Samarco.

O crachá conta ainda com um botão que pode ser acionado indica uma situação de pânico ou risco eminente. O alerta é imediatamente enviado para o Centro de Comunicação de Emergências da Samarco.

O engenheiro de Segurança do Trabalho, João Bernardes, afirma que a tecnologia vai além de um simples crachá e é usada a serviço da vida.

“É como se estivéssemos cuidando das pessoas de longe. Com o sistema, temos, por exemplo, alertas de entrada e saída nas áreas e podemos enviar avisos sonoros para evacuação, se necessário. Ele permite que tenhamos um plano de atendimento a emergências muito mais eficaz. É o nosso compromisso com a segurança na prática”, explica.

Atualmente, estão ativos cerca de 450 crachás. Entre os principais benefícios, estão a ampliação da capacidade de resposta a emergências, o controle de acesso e permanência em áreas de risco, a melhoria da eficiência operacional e o gerenciamento de equipes em campo.

A iniciativa será expandida para outras áreas dos complexos de Germano e de Ubu, em Anchieta (ES) neste ano.


Fonte: Revista Mineração & Sustentabilidade

0 comentário

Comments


bottom of page