Reforma da Previdência retira direitos dos idosos, diz Paim


Paim: "Será que há motivos para os idosos celebrarem? Creio que não"

O senador Paulo Paim (PT-RS) lamentou na última segunda-feira (30) que o Dia Internacional do Idoso — celebrado em 1º de outubro — tenha sido escolhido como a data de votação reforma da Previdência (PEC 6/2019) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e no Plenário, em primeiro turno.


Na opinião do parlamentar, o texto retira direitos históricos adquiridos pelo idosos e, por isso, eles são os principais prejudicados com a matéria. Para Paim, não há motivos para celebrar o dia.


— Não é o envelhecimento da população que vai trazer o caos à Previdência, mas, sim, a ineficiência do sistema, a má gestão, o desvio das verbas da seguridade, apropriação indébita, sonegação. Será que há motivos para os idosos celebrarem o dia de amanhã [terça-feira]? Creio que não. E, muito pior, se o resultado for a aprovação da reforma — disse.


Fonte: Agência Senado

SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.