Produção global de aço supera 1,1 bilhão de toneladas em sete meses

A produção global de aço bruto atingiu a marca de 1,17 bilhão de toneladas nos primeiros sete meses de 2021. Segundo a World Steel Association, o volume registrado nos 64 países que se reportam à entidade representa um crescimento de 12,4% em relação ao mesmo período do ano passado. As nações associadas respondem por 98% da produção total de aço no mundo.


A produção teve liderança disparada de países da Ásia e Oceania - Austrália, China, Índia, Japão, Nova Zelândia, Paquistão, Coreia do Sul e Vietnã -, que responderam por 853Mt, um aumento de 10,9% ano a ano.


Deste total, a China foi responsável por 649,3Mt, com crescimento 8% sobre o período de janeiro a julho de 2020. O governo chinês tem adotado uma série de medidas para reduzir a produção de aço como forma de diminuir as emissões de poluentes no país. As ações tiveram efeito em julho, quando a produção de 86,8Mt do país representou queda de 8,4% sobre o mesmo mês do ano passado.


A segunda região com maior volume foi a União Europeia, com 90,8Mt (aumento de 20,1% ano a ano), seguida pela América do Norte, com 68,7Mt (18,7% a mais), e pela Comunidade dos Países Independentes, com produção de 62,5Mt (+9%).


No caso da América do Sul, a produção de 26,4Mt entre janeiro e julho foi 26,3% maior que no mesmo período do ano passado. O Brasil foi responsável por cerca de 79,5% deste volume, com uma produção de 21Mt no acumulado do período.


Julho



A produção de aço bruto mundial em julho passado atingiu 161,7Mt, com aumento de 3,3% na comparação com o mesmo mês de 2020.


A Índia produziu 9,8Mt, aumento de 13,3%. O Japão produziu 8Mt, crescimento de 32,5%. Os Estados Unidos produziram 7,5Mt, também com alta de 37,9%.


Nos casos da Rússia e Irã os dados representam estimativas devido inclusive a dificuldades impostas pela pandemia. A estimativa para a produção russa é de 6,7Mt, com alta de 13,4%, enquanto a estimativa para o Irã é de 2,6Mt, aumento de 9%.


O Brasil aparece em nono lugar da lista, com produção de 3Mt no mês, crescimento de 14,5% sobre julho de 2020.


Fonte: Notícias de Mineração do Brasil

0 comentário