Prêmio Municípios Mineradores vai reconhecer a qualidade dos serviços públicos

Nesta edição, a premiação vai destacar 10 iniciativas com melhor desempenho da gestão local.



Foi lançado nesta terça-feira (22/03), o Prêmio Municípios Mineradores 2022, organizado pelo Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) e Agenda Pública, com o apoio do Ministério de Minas e Energia (MME). A iniciativa vai reconhecer o desempenho da gestão municipal na oferta de serviços públicos e seu impacto direto para a população e seu entorno.

Na edição deste ano, o prêmio irá avaliar a qualidade dos serviços prestados pelos municípios e premiá-los em categorias como Saúde; Educação; Proteção Social; Infraestrutura; Meio Ambiente; Governo Aberto; Gestão; Finanças; Desenvolvimento Econômico; e Serviços Digitais.

Serão 25 municípios finalistas analisados pela Agenda Pública e validados pelo comitê de seleção, para chegar às 10 premiações.

Municípios Mineradores

“A mineração exerce um papel de agente socioeconômico influente no desenvolvimento territorial dos municípios e de suas respectivas regiões. Estimula negócios em várias cadeias produtivas, com geração de empregos, renda e tributos, promovendo, portanto, meios para a condução de políticas públicas de desenvolvimento. Visando a plena sustentabilidade do território minerado, incentivamos a implementação de programas de diversificação econômica como ferramenta de apoio para o durante e pós-mineração”, ressalta o diretor-presidente do Ibram, Raul Jungmann.

O objetivo central do projeto é reconhecer e difundir boas práticas de gestão em categorias que evidenciem bom desempenho, qualidade dos serviços públicos e bem-estar da população.

“As boas práticas de governança são fundamentais para garantir a qualidade do serviço público oferecido à população pelas prefeituras. O prêmio é um marco histórico para o setor de mineração, demonstrando seu compromisso e apoio ao fortalecimento da gestão municipal e ao desenvolvimento dos territórios em que a mineração é realizada”, comenta o cientista político Sergio Andrade, diretor-executivo da Agenda Pública.


Fonte: Revista Mineração


0 comentário