Pandemia afeta produção de ouro da Jaguar no segundo trimestre

A Jaguar Mining registrou a produção de 20.212 onças no segundo trimestre de 2021. O volume representa crescimento de 11% sobre as 18.161 onças produzidas nos três meses anteriores. No entanto, a produção nas minas Pilar e Turmalina, ambas em Minas Gerais, tiveram redução na comparação com o mesmo período de 2020.


A empresa afirma que ainda é afetada pelo coronavírus, mas que o impacto da pandemia nas operações "diminuiu significativamente" e que os casos de Covid entre a mão-de-obra agora estão "em níveis administráveis".

"A expectativa da Jaguar é de que até o final do terceiro trimestre a maior parte da força de trabalho esteja vacinada", disse o presidente e diretor-executivo da Jaguar, Vern Baker.

"Embora a pandemia e seus efeitos sejam imprevisíveis, atualmente, espero ver uma recuperação contínua dos níveis de produção nos próximos dois trimestres, à medida que nossas equipes trabalham para atingir níveis sustentáveis em ambas as minas", acrescentou por meio de nota divulgada nesta terça-feira (13).

Operações

Apesar de representar crescimento na comparação com o primeiro trimestre do ano, a produção registrada entre abril e junho diminuiu 14% em relação às 23.483 onças de ouro produzidas no segundo trimestre de 2020. O teor também diminuiu para 3,29 gramas por tonelada (g/t) em comparação com 4 g/t no 2º trimestre de 2020.


O percentual de queda foi o mesmo registrado na mina Pilar, que produziu 11.627 onças em comparação com 13.452 onças produzidas no segundo trimestre de 2020, e na mina Turmalina, onde a produção de 8.577 onças do segundo trimestre de 2021 foi 14% menor em comparação com 10.031 onças produzidas no segundo trimestre do ano passado.

Embora a produção tenha caído na comparação anual, Baker afirmou estar "muito satisfeito com o desempenho de Pilar" e com "mudanças feitas para garantir um segundo semestre forte" na operação.

"Nossa equipe de mineração aumentou a produção para 4.000 onças por mês em maio e junho. A produção trimestral para o segundo trimestre aumentou 20% em relação ao primeiro trimestre (de 9.643 onças para 11.627 onças) na mina, junto com um aumento de 12% nos medidores de desenvolvimento do primeiro para o segundo trimestre", declarou, acrescentando ainda o processamento de "boa tonelagem", com média mensal de 38.000 toneladas.

Já Turmalina, de acordo com o executivo, "vem experimentando um retorno mais lento aos níveis sustentáveis de produção". "Espero ver uma melhora no segundo semestre do ano. A produção para o segundo trimestre em Turmalina foi consistente com o primeiro trimestre e as taxas de desenvolvimento aumentaram 24% no segundo trimestre do primeiro trimestre (de 1.128m para 1.403m)", disse ele.

"Embora a empresa continue a ser impactada por alguns casos, o número agora é administrável e a equipe segue trabalhando com práticas adequadas. Tenho o prazer de informar que o número de casos que afetaram as operações na primeira semana do terceiro trimestre está em um nível muito mais baixo e espero que vejamos uma mudança em direção às operações pré-pandemia no segundo semestre", observou Baker.

Desenvolvimento

O desenvolvimento de 2.400 metros no segundo trimestre de 2021, segundo a Jaguar, foi "em linha" em comparação com o mesmo período de 2020, com 2.445 metros.

Mas a sondagem de exploração e preenchimento diminuíram 17% para 11.870 metros em comparação com 14.278 metros sondados no segundo trimestre de 2020. Os trabalhos, de acordo com a empresa, ainda foram "limitados devido à pandemia na primeira metade do trimestre". Mas a mineradora espera uma conclusão da ampliação de reservas e recursos ainda este ano.

A empresa reportou ainda caixa de US$ 34,7 milhões em 30 de junho, em comparação com US$ 37,8 milhões em 31 de março passados. Durante o trimestre, a empresa pagou dividendos de US$ 4,8 milhões.

"Embora a primeira metade do ano tenha sido decepcionante em termos de produção, também nos proporcionou oportunidades na forma de dados e perspectivas para iniciar projetos importantes dentro ou perto das minas na segunda metade do ano", afirmou Vern Baker, referindo-se, entre outros ao "desenvolvimento acelerado do sistema de minério SW na mina Pilar".

"Isso fornecerá áreas de mineração adicionais para fornecer capacidade adicional e flexibilidade na produção. Em Turmalina, a equipe está trabalhando em um projeto para desenvolver a tendência noroeste do corpo de minério em níveis superficiais", completou.


0 comentário