top of page

Ouro tem maior procura após ataque do Irã



Ouro está valorizando, beneficiando-se de um maior apetite por ativos-refúgio na sequência do ataque do Irã a Israel durante o fim-de-semana.

O metal sobe 0,43% para 2354,5 dólares por onça, mantendo-se perto dos máximos históricos alcançados na sexta-feira (2431,52 dólares por onça).

“O ouro continua em voga como ativo financeiro dada a combinação de riscos geopolíticos e as perspectivas para as taxas de juro nos Estados Unidos na segunda metade do ano”, afirmou Tim Waterer, analista na KCM Trade, em declarações à Reuters. Waterer salienta, aliás, que o metal precioso parece ser “o ativo para todas as ocasiões”, tendo em conta o seu desempenho este ano.

O foco dos investidores está no conflito no Médio Oriente, que entrou numa nova fase após o Irã ter disparado mais de 300 mísseis e drones contra Israel. Apesar de a maior parte ter sido interceptada e de não terem sido reportadas vítimas, o ataque marca uma escalada das tensões na região, cujo futuro poderá ser ditado pela reacção de Israel.


O ataque levado a cabo pelo Irã durante o fim-de-semana foi descrito como “legítima defesa”, em resposta ao bombardeamento recente de Israel ao consulado do Irã em Damasco, na Síria. O Presidente iraniano, Ebrahim Raisi, alertou que, caso Israel ou outro país aliado “mostre um comportamento imprudente” avançará “uma resposta muito mais decisiva e violenta”.

Os Estados Unidos instaram Israel a não responder ao ataque.

Noutros metais, o paládio desliza 0,42% para 1048,03 dólares e a platina recua 0,3% para 973,85 dólares.


Fonte: Minera Mt

0 comentário

Comments


bottom of page