top of page

Ouro supera imóveis como investimento de longo prazo, aponta pesquisa



A Gallup, empresa de análise e consultoria, revelou recentemente sua última pesquisa sobre investimentos de longo prazo em 11 de maio de 2023. Com uma história que remonta a 1935, a Gallup tem conduzido estudos de opinião pública em todo o mundo.

A pesquisa investigou várias opções de investimento, como imóveis, ouro, ações, títulos e criptoativos.

O estudo revelou que o setor imobiliário emergiu como o investimento preferido de longo prazo, mas o fascínio desse ativo experimentou um declínio significativo entre os americanos. A porcentagem de entrevistados a favor do setor imobiliário caiu de 45% no ano passado para 35% atualmente.

Lydia Saad, autora do relatório Gallup Poll, destacou que essa proporção atual se alinha com a taxa de seleção típica observada entre 2016 e 2020, “antes dos preços das casas dispararem durante a pandemia”.

Saad explicou ainda que o apelo do mercado imobiliário diminuiu no ano passado, pois as taxas de juros mais altas subjugaram o entusiasmo dos investidores.

Embora a percepção dos índices de ações dos EUA tenha permanecido praticamente estagnada em comparação com o ano anterior, houve uma ligeira queda de 24% em 2022 para os atuais 18%.

O ouro subiu de 15% para 26%, superando as ações e reivindicando a posição como o segundo investimento de longo prazo mais favorecido, de acordo com os entrevistados da Gallup.

“A preferência atual por ações está no limite inferior da faixa de 17% a 27% dos americanos que a escolheram desde 2011”, detalhou Saad.

De acordo com o autor da Gallup Poll, no ano anterior, 8% dos americanos pesquisados ​​favoreciam os criptoativos como seu investimento preferido de longo prazo. No entanto, o apelo de escolher a criptomoeda para investimentos de longo prazo diminuiu para 4%.

Saad atribuiu esse declínio à quebra da FTX e à queda de preço sofrida pelo bitcoin em 2022, que diminuíram o entusiasmo pelos criptoativos.

A pesquisa também destacou que quando as criptomoedas foram incluídas como opção na pesquisa, os participantes ficaram menos inclinados a selecionar ações, mas sua preferência por ações aumentou quando os criptoativos não estavam entre as opções.

Embora os criptoativos tenham superado os títulos como opção de investimento de longo prazo no ano passado, os títulos obtiveram uma pontuação de 7% na última pesquisa.


Fonte: Mineramt

0 comentário
bottom of page