top of page

Nexa anuncia a paralisação da mina de Morro Agudo, em Minas Gerais

Decisão faz parte do processo de otimização do portfólio para melhorar o fluxo de caixa livre da empresa.




A Nexa Resources anuncia a suspensão de suas operações de mineração no Complexo Morro Agudo, no estado de Minas Gerais, a partir de 1º de maio de 2024, até novo aviso.


A partir do dia 19 de março até 30 de abril de 2024, as atividades de mineração serão reduzidas, enquanto as atividades de produção de calcário continuarão em plena capacidade. A Nexa afirma que tem o compromisso de realizar um processo estruturado, visando minimizar os impactos ao negócio e, principalmente, aos seus colaboradores e comunidades anfitriãs.


Em 2023, a mina Morro Agudo produziu 23 mil t de zinco e 8,3 mil t de chumbo, a um custo caixa sustentável líquido de subprodutos de US$ 0,87/lb. A mina não possui atualmente nenhuma Reserva Mineral estimada. A mina de Ambrósia atingiu o fim da sua vida útil durante o quarto trimestre de 2020 e as operações foram suspensas desde então.


A Nexa informa que a decisão faz parte do processo de otimização do seu portfólio para melhorar o fluxo de caixa livre em linha com a estrutura disciplinada de alocação de capital da Empresa, juntamente com sua estratégia de longo prazo para maximizar valor para a Empresa e seus acionistas.


“Conforme divulgado anteriormente, continuamos avaliando ativamente alternativas de risco-retorno para nosso Complexo Morro Agudo no Brasil”, afirma a empresa. O Complexo Morro Agudo produz aproximadamente 1.650 t de zinco e 390 t de chumbo por mês, respondendo por 5% e 6% da produção de zinco e chumbo da Nexa, respectivamente.



Fonte: Brasil Mineral

0 comentário

Comentários


bottom of page