Ministro apresenta planos do governo para setor mineral no e-mineração

O Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, vai participar da solenidade de encerramento do e-mineração e falar sobre os planos do governo para a setor mineral brasileiro nesta quinta-feira (16), a partir das 18h. 


Estarão com ele na solenidade virtual o presidente do Conselho Diretor do IBRAM, Wilson Brumer, e o diretor-presidente da entidade, Flávio Penido. A expectativa é que o ministro discuta o Programa Mineração e Desenvolvimento (PMD), entre outros temas.

O e-mineração, Evento Virtual de Negócios, com parceira do Notícias de Mineração Brasil (NMB), teve início nesta quarta-feira (15), e contou com rodadas de negócios, palestras técnicas, lives com temas voltados para o setor, pitch de negócios para startups e um portal de negócios com informações sobre empresas e seus produtos e serviços. As rodadas de negócios serão realizadas também nesta sexta-feira (17), em razão da grande procura.

Programa Mineração e Desenvolvimento

O PMD faz parte do conjunto de metas e ações para o setor brasileiro de mineração para o período de 2020 a 2023, elaborado pela Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia. Ao todo, o programa totaliza 108 metas, que estão espalhadas dentro de 10 projetos. Um deles que merece destaque é o "Minera Brasil", que prevê ampliar as áreas de aproveitamento mineral do país. Entre os objetivos do projeto, está até a possibilidade de regulamentar a possibilidade de mineração em terras indígenas e implementar novas oportunidades de mineração em faixa de fronteira.


O "Minera Brasil" também mira realizar leilões de áreas em disponibilidade da Agência Nacional de Mineração (AMN), além de dinamizar a pesquisa e lavra de minerais nucleares. Hoje, de acordo com dados do setor, a prospecção de urânio no Brasil cobre apenas 30% do território nacional. Se esse percentual fosse maior, o país poderia passar a ocupar o posto de segundo ou terceiro em reservas do mineral do mundo.

Além do Minera Brasil, outro projeto de destaque do PMD é o "Patrimônio Mineral Brasileiro", que visa ampliar a realização de levantamentos geológicos, geofísicos e geoquímicos no país. Além disso, outro objetivo é aprofundar o conhecimento das bacias sedimentares brasileiras e estimular a pesquisa geológica de bens minerais considerados prioritários para o país.

O projeto prevê ainda investimentos para modernização dos recursos tecnológicos da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), estatal que trabalha para gerar e disseminar conhecimento geocientífico no Brasil. Outra ação que também está no radar é a contribuição para o aumento da oferta hídrica no semiárido do Nordeste.

O PMD foi apresentado para dirigentes e técnicos do Ministério de Minas e Energia nesta semana. Antes, seus detalhes também foram explicados a entidades públicas envolvidas com a mineração, como a AMN, o Serviço Geológico do Brasil, a Frente Parlamentar Mista da Mineração, as Secretarias Estaduais de Mineração, autoridades federais, como também às empresas e profissionais do setor. Os técnicos da Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral ainda estão trabalhando para concluir o programa.



Fonte: Notícias de Mineração

SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.