Mineradoras já revisam para cima projeção de investimentos bilionários no Brasil até 2024


Os recentes anúncios de novos investimentos por mineradoras em diversas localidades pelo Brasil vão ampliar as projeções do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM) para o período 2020-2024, que hoje apontam para injeção de US$ 32,5 bilhões em novos projetos, expansão de outros e também para a gestão e a segurança de estruturas de disposição de rejeitos. O Instituto planeja divulgar esses novos dados em outubro próximo.

Ainda em setembro, o IBRAM e o Ministério de Minas e Energia vão organizar um debate de alto nível com especialistas do mercado financeiro do Brasil, Canadá e Reino Unido para desenvolver mecanismos que aumentem a captação de recursos financeiros para o setor mineral brasileiro via as bolsas de valores daqui e de outros países. B3, CVM, XP Investimentos, Appian Capital Brazil, A10 Investimentos,TSX (Canadá) e London Stock Exchange vão participar dessa discussão.

O seminário online “Mineração: Financiamento e Acesso ao Mercado de Capitais” está com inscrições gratuitas e será realizado de 9h às 13h no dia 29/9.

Conheça os palestrantes e debatedores

Estão confirmados, entre outros representantes do mercado financeiro, Marcelo Barbosa, Presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM); Rogério Santana e Ana Buchaim, Diretores da B3 (bolsa de valores brasileira); Guillaume Légaré, Head South America, Toronto Stock Exchange (TSX); Chris Mayo, Head of Primary Markets of the Americas at the London Stock Exchange Group; Fernando Ferreira, Estrategista-Chefe e Head do Research da XP Investimentos; Yuri Pereira, Analista de Research do Setor de Mineração e Papel e Celulose da XP Investimentos; Paulo Castellari, CEO Appian Capital Brazil; Ana Cabral, Executiva da A10 Investimentos; Marco Antonio Fujihara, Expert in Climate Finance, ESG, Sustainable Finance.

O setor mineral será representado por: Wilson Brumer, Presidente do Conselho Diretor do IBRAM; Flávio Ottoni Penido, Diretor-Presidente do IBRAM. Também participarão Luís Mauricio Azevedo, Presidente da Associação Brasileira de Pesquisa Mineral (ABPM) e Arão Portugal, Country Manager da Amarillo Gold.

Marisete Pereira e Alexandre Vidigal de Oliveira – crédito: divulgação

Secretária Executiva do MME e Secretário Nacional de Mineração farão a abertura do seminário

A solenidade de abertura do seminário “Mineração: Financiamento e Acesso ao Mercado de Capitais” terá a participação confirmada da alta cúpula do Ministério de Minas e Energia: a Secretária Executiva do MME, Marisete Dadald Pereira, e o Secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral (SGM/MME), Alexandre Vidigal de Oliveira. Também participarão da abertura, às 9h, Wilson Brumer e Flávio Penido, dirigentes do IBRAM, e Fernando Ferreira (XP), que apresentará a palestra “O futuro do investimento e as oportunidades em mineração”.


Acesse este link para ver a programação atualizada

http://portaldamineracao.com.br/wp-content/uploads/2019/09/SEMINARIO-A4-SEM-LINK-2.png


Setor mineral apresenta perspectivas otimistas

O governo federal tem anunciado várias iniciativas em prol do desenvolvimento da indústria da mineração industrial, implantada em bases sustentáveis e segura operacionalmente, porque tem alto potencial de atrair bilhões de dólares durante muitas décadas e, assim, estimular negócios em muitas cadeias produtivas, com reflexos positivos em geração de renda, tributos e empregos.

No 1º semestre de 2020, o IBRAM apurou que o saldo comercial mineral correspondeu a 50% do saldo total da balança comercial brasileira, mesmo com os impactos negativos da pandemia do novo coronavírus (covid-19) afetando os principais mercados compradores dos minerais brasileiros – países asiáticos e europeus.

Nos primeiros seis meses do ano, informa o IBRAM, as mineradoras alcançaram faturamento de aproximadamente R$ 75 bilhões (excluindo-se petróleo e gás), sendo que no 2º trimestre o valor foi 9% maior em relação ao 1º trimestre. O aumento se deve, basicamente, à valorização cambial e à variação dos preços internacionais, principalmente de minério de ferro, ouro e cobre.

Somente em tributos, o setor mineral industrial recolheu cerca de R$ 25,5 bilhões no 1º semestre de 2020, informa o IBRAM.

Recentemente, a Agência Nacional de Mineração anunciou a liberação de mais de 500 áreas para novas pesquisas geológicas, visando a futura implantação de projetos minerários. Em setembro, a ANM colocou em consulta pública a proposta da resolução que vai possibilitar que o empreendedor use seus direitos minerários como garantia em operações de financiamento.

O objetivo da resolução é ampliar os mecanismos de captação de recursos, trazendo mais segurança jurídica para incentivar o crédito no setor mineral. A ação faz parte do Plano Lavra, uma série de medidas da ANM que visam minimizar efeitos da pandemia da covid-19 e trazer segurança aos investidores. O Ministério de Minas e Energia e o Banco Central também mantêm entendimentos sobre este mesmo tema.

Segundo o MME, a possibilidade de utilização do título minerário como garantia de crédito encontra-se contemplada em lei, dependente de regulamentação. E essa é uma das prioridades da política do governo para o desenvolvimento do setor mineral, estando expressamente incluída no Plano Mineração e Desenvolvimento 2020-2023 (PMD), já apresentado e previsto para ser oficialmente lançado, em breve.


Veja a Programação do seminário

Após a abertura, às 9h, o primeiro painel, “Mercado de capitais – Brasil, Canadá e UK“, será moderado por Wilson Brumer (IBRAM) e contará com as participações de Rogério Santana, Diretor da B3, Marcelo Barbosa, Presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Guillaume Légaré, Head South America, Toronto Stock Exchange (TSX), e Chris Mayo, Head of Primary Markets of the Americas at the London Stock Exchange Group, além de Paulo Castellari, CEO Appian Capital Brazil. Serão debatidos, entre vários temas, a criação de um ecossistema de investimento de longo prazo e de risco em mineração e a necessidade de um arcabouço regulatório específico, a partir dos exemplos recentes.

O segundo painel, “Novos Mecanismos de Financiamento e Compromissos Socioambientais“, debaterá como os novos mecanismos de financiamento podem melhorar os compromissos socioambientais do setor e como atingir projetos de pequeno e médio portes. Ele será moderado pela Executiva da A10 Investimentos, Ana Cabral, e contará com a participação de especialistas: Marco Antonio Fujihara, Expert in Climate Finance, ESG, Sustainable Finance, Ana Buchaim, Diretora da B3, Maria Luqueze, Diretora e Head do Brazil, UK Export Finance.

O terceiro e último painel, “Regulação e Financiamento“, discutirá temas como uso do título minerário como garantia, as necessidades de alterações normativas, como a resolução da Agência Nacional de Mineração (ANM) que trata dos novos conceitos de Recursos e Reservas e o registro de contratos de royalties e streaming. O encontro será moderado pelo Diretor do Departamento de Geologia e Produção Mineral do MME, Frederico Bedran Oliveira, e contará com a participação de Tomás Antônio Albuquerque de Paula Pessoa Filho, Diretor da Agência Nacional de Mineração (ANM), Luis Mauricio Azevedo, Presidente da Associação Brasileira de Pesquisa Mineral (ABPM), Flávio Ottoni Penido, Diretor-Presidente do IBRAM, Arão Portugal, Country Manager da Amarillo Gold.


Serviço

Seminário “Mineração: Financiamento e Acesso ao Mercado de Capitais” Online e gratuito Data: 29/09/2020 Horário: de 9h às 13h Inscrições abertas: https://mineracaofinanciamento.mediastream.com.br

SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.