top of page

Mineração Morro do Ipê lança primeiro relatório de sustentabilidade

Relatório aborda a gestão de barragens e de recursos naturais, mudanças climáticas, desenvolvimento de colaboradores, saúde e segurança do trabalho, ética e mais.




Para apresentar as ações realizadas em 2023, a Mineração Morro do Ipê (MMI), responsável pela gestão das minas Ipê e Tico-Tico, lançou seu primeiro Relatório de Sustentabilidade.


A edição contextualiza a jornada de sustentabilidade realizada pela empresa nos últimos três anos, período de implantação do Projeto Tico-Tico, empreendimento que vai triplicar a capacidade de produção de minério de ferro da empresa a partir deste ano.


De acordo com os dados divulgados, foram investidos R$ 1,3 bilhão no Projeto Tico-Tico e, em 2023, a produção de minério na Mina Ipê foi de 4,2 milhões de toneladas.


Além disso, segundo as informações do Relatório de Sustentabilidade, são mais de 2.500 colaboradores próprios e de empresas contratadas, sendo que 49% deles residem nos municípios de atuação da MMI.


Com o objetivo de demonstrar sua atuação nos temas ESG (Ambiental, Social e Governança), o relatório descreve as iniciativas da empresa para o meio ambiente, colaboradores e comunidade local e inclui também as atividades de gestão pautadas na ética e na conformidade de seus processos.


Entre as ações ambientais no último ano, o relatório da MMI destaca uma área de preservação ambiental sete vezes maior que a área de operação da Morro do Ipê, além de mais de 14 mil pessoas alcançadas pelos projetos e ações socioambientais da Ipê em 2023.


Outro destaque apontado no documento é a operação do filtro-prensa iniciada em 2019, que substituiu as barragens de rejeito e possibilitou o reaproveitamento de 83% da água no processo industrial.


O Relatório de Sustentabilidade da Mineração Morro do Ipê destaca que a gestão é inspirada nos pilares do Capitalismo Consciente e que as práticas adotadas buscam contribuir com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Além disso, a companhia informou que, no ano passado, aderiu ao Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) – Rede Brasil.


“Nosso relatório representa um importante passo para avançarmos na construção de uma mineração mais moderna, segura, inovadora e sustentável. E é também mais uma forma de demonstrar a transparência que guia nossa atuação.”, afirma o diretor de Assuntos Corporativos e Sustentabilidade da Mineração Morro do Ipê, Cristiano Parreiras.


Governança: certificação ISO 37001


Recentemente, a Mineração Morro do Ipê recebeu a ISO 37001, uma certificação internacional que reconhece o sistema de gestão antissuborno e o compromisso da empresa contra a corrupção.


Conforme informações do relatório de sustentabilidade, em 2023 todos os colaboradores da empresa declararam estar em conformidade com as Políticas Internas da companhia por meio da Declaração de Aceite do Código de Conduta e Ética e da Política Anticorrupção.


Fonte: Revista Mineração & Sustentabilidade

0 comentário

Comentarios


bottom of page