Mineração enfrenta dilema com inovação

Representantes de diversas mineradoras disseram que a inovação é essencial para garantir a saúde corporativa e melhorar as práticas de governança. 


Um debate sobre inovação e o futuro da mineração na Exposibram colocou em pauta como as novas tecnologias podem ajudar as empresas de mineração a tomar decisões mais inteligentes. Representantes de diversas mineradoras disseram que a inovação é essencial para garantir a saúde corporativa e melhorar as práticas de governança.


"Ela deve ser a alavanca para as estratégias de pesquisa e desenvolvimento, suporte à transformação cultural, balizando o futuro dos negócios, inclusive, reduzindo a dependência econômica de barragens", comentou Tales Barros, executivo da Vale e coordenador do Grupo de Trabalho de Inovação do Mining Hub. O Mining Hub é uma central de inovação da área de mineração, que une mineradoras, startups, pesquisadores e investidores, para oferecer soluções ao setor.


Luciano Siani, vice-presidente executivo de Estratégia e Transformação do Negócio da Vale, disse que o principal problema enfrentado pelas empresas é um paradoxo: “Como aliar inovação e um agenda de curto prazo? "As empresas de mineração são cobradas pela indústria para produzir cada vez mais, com rapidez e de uma forma ecologicamente correta. Acredito que a solução para muitos dos nossos problemas só chegará a longo prazo, mas desde que pequenas decisões sejam tomadas diariamente baseadas em pesquisa de desenvolvimento", pondera.


Márcio Godoy, vice-presidente de Serviços Técnicos e Projetos da Nexa Recursos Minerais, afirmou que a inovação deve ser um tema central em todas as empresas de mineração, sobretudo, para a aplicação dos princípios do ESG. "A indústria de minério precisa se adaptar às mudanças vistas mundialmente e cumprir o seu papel não só como transformadora de produtos, mas como parceira da sociedade e do meio ambiente, conforme as diretrizes da ESG. Isso só é possível com mecanismos de inovação que sejam capazes de atrair novas ideias, conceitos e modelos de negócio", analisa. Na mesma linha, Cristiano Cobo, diretor-técnico e de Sustentabilidade da Anglo American, disse que as soluções para a mineração enfrentar os principais problemas passam pelo conhecido ditado “a união faz a força”. "Reunir esforços de todas as empresas de mineração, mesmo que concorrentes, para fomentar a inovação, é garantir que possamos operar de forma mais segura, eficiente, com respeito às comunidades e com redução dos danos ambientais", conclui.


Fonte: Brasil Mineral, assine e tenha acesso a um vasto conteúdo de notícias do setor mineral.

0 comentário