top of page

Mineração 4.0: Peneiramento com big data e telas conectadas

Telas e componentes terão características adequadas para dar condições de pedreiras e mineradoras implantarem tecnologias digitais e conectividade avançada, em plantas de peneiramento



Etapa essencial no beneficiamento de minérios e agregados, o peneiramento envolve a separação de materiais com diferentes tamanhos de partículas para obtenção do produto desejado. Com a chegada da mineração 4.0, a evolução da indústria mineral está sendo impulsionada por tecnologias digitais e conectividade avançada, mas os equipamentos e componentes precisam ter características apropriadas para que os projetos de automatização e IoT possam gerar os resultados esperados.


Empenhada em oferecer novas tecnologias e produtos nesse segmento, a Lantex tem realizado constantes pesquisas para o desenvolvimento de novas telas dentro dos padrões da mineração 4.0. Na etapa de peneiramento, em especial, elas devem ser compostas em módulos de operação que apresentem eficiência e performance. A matéria-prima adequada precisa conter novos compostos de polímeros e elastômeros, os layouts de distribuição e formatos geométricos das malhas devem ser apropriados para garantir que os resultados sejam realmente atingidos.


“Nesse contexto, temos acompanhado algumas mineradoras introduzirem o conceito de telas inteligentes ou telas conectadas, em que as empresas instalam sensores e dispositivos de monitoramento”, explica Vitor Diniz, gerente de assistência técnica da Lantex do Brasil. Esses sensores podem coletar, segundo ele, dados em tempo real sobre o desempenho das telas, como taxa de alimentação, eficiência de classificação e desgaste.


As informações são transmitidas para sistemas de análise e controle, que utilizam algoritmos avançados e aprendizado de máquina para processar dados. Com base nessas análises, é possível otimizar as configurações das telas, ajustar a velocidade, a amplitude e outros parâmetros para maximizar a eficiência do peneiramento e garantir a qualidade do produto final.


Diniz acrescenta que a Lantex produz telas com diferentes composições de material, com características apropriadas e condizentes para as empresas atingirem os resultados almejados e, em breve, também terão estrutura adaptada para a instalação de dispositivos da mineração 4.0. “Os ganhos de eficiência, segurança e produtividade nessas operações são surpreendentes, mas sempre enviamos nossos especialistas para conhecer o projeto do cliente, suas características e objetivos, para indicar as telas apropriadas”, orienta.


Outro aspecto relevante da mineração 4.0 é a utilização de IoT e inteligência artificial, com sensores instalados nas telas para fornecer informações sobre a integridade estrutural e o desgaste das malhas, o que possibilita monitoramento contínuo e previsão de falhas. “A tecnologia pode ser aplicada para analisar grandes volumes de dados e identificar padrões que levem a melhorias no processo de peneiramento. Em breve, a Lantex anunciará novidades nessa área”, assinala Diniz.




Pesquisa e desenvolvimento em telas


A Lantex realiza grandes investimentos em pesquisa e desenvolvimento, para melhoria contínua das formulações, que são de fabricação própria, utilizadas na produção das telas de borracha e poliuretano. A fabricante tem se dedicado a oferecer produtos modernos, alinhados com os padrões de exigência tecnológico das mineradoras, além de durabilidade, eficiência e custo competitivo.


Além submeter os fornecedores de matéria-prima a um rigoroso processo de homologação, a Lantex possui laboratório próprio para realizar ensaios físicos em todo material aplicado na fabricação dos produtos. Vale destacar que o laboratório participa com frequência, e sempre com grande destaque, das avaliações realizadas pelo Centro Tecnológico Polímeros Elastômeros (Cetepo), importante referência nacional nesse setor.


Além de a matéria-prima ser decisiva no prolongamento da durabilidade, melhora de eficiência e performance dos módulos, o formato geométrico das malhas e a área livre tem influência direta nos resultados da produção. “Nossa equipe técnica está sempre disponível para compartilhar com os clientes as soluções desenvolvidas para os mais diversos tipos de aplicação”, diz Vitor Diniz.


Fonte: Conexão Mineral





0 comentário

Comentários


bottom of page