top of page

Jaguar Mining e UERJ reforçam parceria de pesquisas científicas em geologia na mineração de ouro


Pesquisadores visitam área de sondagem - crédito: divulgação


A Jaguar Mining acaba de assinar um termo para a continuidade de uma parceria com a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), estabelecida em 2019, para aprofundar suas pesquisas em geologia. O objetivo do trabalho, que nesta etapa será conduzido pela professora Doutora de Geologia Econômica da UERJ, Mariana Brando Soares, e especialistas da área de Geologia e Exploração da empresa, é buscar conhecimento geológico e geometalúrgico para os atuais e futuros projetos de extração de ouro conduzidos pela Jaguar.

A Jaguar já mantém há alguns anos em seu quadro pesquisadores via consultoria, e sempre se manteve aberta a apoiar professores e alunos de universidades na realização de trabalhos finais de curso, dissertações de mestrado e teses de doutorado. Segundo a geóloga e professora Doutora da UERJ, com o seu grupo de pesquisa, em especial, a companhia tem contato desde 2019 por meio da disponibilização de dados geológicos, visitas de campo e às unidades da empresa, além da realização de workshops e co-orientações. Desde o início da parceria, quatro trabalhos entre graduação e mestrado já foram concluídos. Atualmente, um total de sete pesquisas estão em andamento nos cursos de graduação, mestrado e doutorado.

Para o Coordenador de Geologia de Exploração da Jaguar Mining, Vitor D. Silveira, parcerias como essa para a empresa são de extrema relevância. Segundo ele, quanto mais conhecimento científico a companhia tiver sobre suas minas, maiores serão as possibilidades de sucesso nos empreendimentos.

“As parcerias com centros de excelência acadêmica, como a área de Geologia da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, nos permitem entender e melhorar nossas mineralizações, de acordo com a idade geológica do depósito, a estrutura em que está encaixada, qual tipo de fluido mineralizante. Além disso, conseguimos aprimorar processos de pesquisa e amostragem, olhar de outra forma nossos corpos de minério e também buscar novas oportunidades de descobertas de jazidas, dentro e fora das minas que já exploramos”, pontua.


Fortalecimento entre academia e operações in loco

Na visão da Dra. Mariana Brando Soares, esse tipo de parceria é fundamental para o desenvolvimento do conhecimento da geologia em território nacional, ampliando a capacitação de professores e a formação de alunos, à medida em que os coloca em contato com a indústria e com problemáticas de cunho prático.

“A parceria entre universidades e a iniciativa privada na área da geologia é muito mais explorada em outros países, mas o Brasil tem grande potencial para desenvolver estudos de relevante interesse de ambas as partes. Ainda há uma forte atuação da academia com empresas do ramo de óleo e gás, e na mineração isso vem crescendo. A universidade precisa de acesso a dados científicos de qualidade e a empresa, de respostas mais detalhadas que não são possíveis de serem alcançadas pelos colaboradores dentro de sua carga horária. Então, é um ganho de ambas as partes”, acrescenta a professora.


Dinâmica das pesquisas

A dinâmica das pesquisas realizadas dentro da Jaguar Mining por pesquisadores, professores ou alunos, depende das características e dos objetivos da pesquisa a ser realizada. Geralmente ocorrem de três formas: 1) coleta de dados em campo com a visita de locais de interesse; 2) coleta de dados em testemunhos de sondagem com visitas aos galpões de descrição de testemunhos; 3) trabalho remoto com dados já coletados.

Em processos como o da UERJ ou semelhantes, a Jaguar Mining disponibiliza todo o seu banco de dados nas áreas de pesquisa e depósitos minerais, que envolve dados geológicos de campo, mapas, dados de furos de sonda, análises químicas multielementares, levantamentos geofísicos de detalhe, modelos de mineralizações e modelos geológicos. Em contrapartida, recebe os estudos científicos acadêmicos de ponta, agregando conhecimento e melhorando vários processos na cadeia de serviços técnicos e produção de ouro. Para manter a integridade da relação, é firmado contrato de confidencialidade dos dados, restringindo a distribuição e divulgação dos mesmos.


Sobre a Jaguar Mining

A Jaguar Mining é uma empresa brasileira de mineração, de capital estrangeiro com foco na exploração de ouro na região do Quadrilátero Ferrífero (Minas Gerais) e foco no desenvolvimento sustentável local. Suas unidades incluem o Complexo de Minas de Ouro Turmalina (Conceição do Pará) e o Complexo de Minas de Ouro Caeté - CCA (minas de Pilar e Roça Grande e a planta de processamento de minério de Caeté). A Jaguar também é proprietária do Complexo da Mina de Ouro Paciência, que se encontra em manutenção desde 2012.



Fonte: Ibram.org.br

0 comentário

コメント


bottom of page