top of page

Jacobina Mineração usa jogo interativo para sensibilizar sobre protocolos de riscos críticos

“Trilha do Ouro” possui tabuleiro físico e versão digital, permitindo oque pessoas de diferentes unidades participem


Uma abordagem interativa para desenvolver a aprendizagem e sensibilizar sobre os protocolos de Riscos Críticos é o que propõe o jogo “Trilha do Ouro”, da Jacobina Mineração. Com mais essa iniciativa, a empresa se movimenta em direção à aplicação de técnicas inovadoras como incentivo à construção de conhecimento de toda sua força de trabalho.

O jogo colaborativo é pioneiro no Brasil e foi desenvolvido do zero, com o objetivo de dinamizar ações, privilegiando abordagem que favorece a aprendizagem de adultos.

O pano de fundo da narrativa é o processo de produção do ouro, desde a pesquisa mineral até a fundição das barras de ouro, em um tempo definido.

Para Enilda Maranhão, gerente de Saúde, Segurança e Meio Ambiente (SSMA) da JMC, a ação é uma maneira de provocar novas abordagens sobre temas importantes na rotina de segurança do trabalho da empresa. “Esta estratégia tem como finalidade trabalhar conteúdo multidisciplinar para desenvolver novos aprendizados como incentivo à mudança de comportamentos mais aderentes ao cuidado com pessoas e à preservação da vida. A aplicação da técnica do jogo também favorece o desenvolvimento da capacidade de resolução de problemas, o exercício da capacidade cognitiva, entre elas a memória e a concentração, maior retenção do conteúdo, aliada à maior interação e diálogo dos participantes. Portanto, envolve estratégia relevante para o desenvolvimento de um ambiente mais seguro e saudável para todos”, detalha.

Entre duas e doze pessoas podem participar do jogo de forma simultânea. Ao longo do processo, elas sorteiam cartas, respondem às perguntas, jogam os dados e vão avançando no processo de produção de barras de ouro. A cada resposta certa, o jogador se aproxima do objetivo. As respostas erradas fazem com que a barragem lúdica do jogo se encha, que deve ter seus rejeitos tratados para não correr o risco de rompimento.

Joilson Souza, assistente administrativo da área de Exploração da JMC, conta que o game é excelente já que é possível aprender de uma maneira divertida. “O fato de ser um jogo coletivo, onde todo mundo ganha ou todo mundo perde, inspira o trabalho em equipe e ainda nos mostra que segurança pode, e deve, andar lado a lado com a produção”.

Pessoas de qualquer faixa etária, que trabalhem na área de mineração, podem participar do jogo. Na JMC, funcionários e terceirizados de todas as áreas passarão pelo ciclo de trocas e aprendizados na “Trilha do Ouro” para reforçar a conscientização sobre o valor dos protocolos de riscos críticos.

Para Andiara Farias, técnica em segurança do trabalho da área de SSMA, o game é uma forma inovadora de aprendizado, através do qual é possível evolui no conhecimento dos protocolos de riscos críticos, sem falar que todos os desafios do jogo são realizados em atividade do nosso processo, iniciando na pesquisa geológica até o beneficiamento, o que ajuda todos conhecerem os processos e procedimentos de segurança em cada etapa.

O “Trilha do Ouro” é resultado da articulação entre gerência geral, do departamento de SSMA, do regional e da informática, após um ano de esforço coletivo. No Brasil, este é o primeiro jogo com foco na mineração e voltado à segurança do trabalho. Além do formato físico, em tabuleiro, o “Trilha do Ouro” possui uma versão digital, permitindo que pessoas de diferentes unidades possam jogar juntas, mesmo à distância.


Fonte: Conexão Mineral

0 comentário

Comentarios


bottom of page