Honduras suspende mineração a céu aberto e foca em preservação ambiental .

Entenda como isso afeta a aura minerals (Aura33) que informou que não espera um impacto nos resultados e aguarda mais informações sobre a posição do país centro-americano



A preocupação ambiental de um pequeno país centro-americano ameaça causar estrago para a Aura Minerals (AURA33). Honduras acaba de anunciar a proibição de mineração a céu aberto em todo seu território.


De acordo com o ministério de Minas, Energias e Recursos Naturais, as áreas afetadas pela mineração são de “alto valor ecológico”. Por meio de nota divulgada durante o feriado de Carnaval para nós aqui no Brasil, a pasta informa que essas regiões “precisam ser preservadas”.


Não foram divulgados, porém, detalhes sobre como se dará a preservação.


Aura Minerals, é com você

A empresa canadense de mineração de ouro entrou na jogada por ter atividades em Honduras, justamente na parte de mineração a céu aberto.


Um dos primeiros entraves com o governo local ocorreu em virtude do descobrimento de um cemitério indígena chorti, povo descendente dos antigos maias, além de supostas “perturbações” à população local.


No ano passado, a Aura Minerals suspendeu suas operações devido a ”bloqueios ilegais” a suas operações.


Em números, como isso afeta a empresa?

Apesar do ocorrido, a Aura Minerals afirma que não espera efeitos imediatos na produção da mina de San Andrés, em Honduras. Em comunicado enviado à CVM, a empresa procura entender melhor as implicações do ocorrido antes de divulgar uma declaração mais específica.


E o impacto deve afetar diretamente o resultado da Aurea. A instalação de San Andrés corresponde a cerca de 35% da receita total da companhia, de acordo com o balanço anual da empresa.



Ações e BDRs

A Aura Minerals tem recibos de ações (BDRs, em inglês) negociados na bolsa brasileira sob o ticker AURA33.


Com o feriado de carnaval, os BDRs da empresa não foram negociados durante os últimos dias. Mas as ações da Aura Minerals (ORA.TO) registraram perdas na casa dos 2,99% após o anúncio de suspensão das atividades e passaram a ser negociadas a US$ 12,00.


Já os BDRs também não vivem seus dias de glória. O AURA33 é negociado a R$ 50,00, de acordo com o fechamento da última sexta-feira (25), acumulando perdas de 1,25% naquela semana.


E o que esperar?

A recente valorização do ouro deve equilibrar a balança com a suspensão das atividades da Aura em San Andres.

O aumento da tensão internacional com a guerra entre Rússia e Ucrânia tende a fazer os ativos de risco se valorizarem frente a ações e criptomoedas. Só na última semana, a onça-troy do ouro avançou 1,45% e se consolidou no patamar de US$ 1.900.



Fonte: seudinheiro.com



0 comentário