Garimpeiros são presos com material explosivo em região de esmeraldas sem permissão para mineração

Caso foi descoberto em Anagé, no sudoeste da Bahia. Polícia segue com as investigações para identificar a origem do material explosivo.



Dois garimpeiros de 51 anos foram presos em flagrante por uso de material explosivo em uma mina de esmeraldas na cidade de Anagé, sudoeste da Bahia, na quinta-feira (15). Segundo a Polícia Civil, a área onde eles agiam não oferece permissão para utilização destes artefatos.


A polícia não divulgou nomes por causa da Lei de Abuso de Autoridade. As investigações da polícia apontaram que um deles agia como “blaster”: a pessoa encarregada de organizar e distribuir os explosivos usados para o desmonte de rochas, onde as esmeraldas eram encontradas.


Foram apreendidos 64 cartuchos de emulsão explosiva, mais de 500 metros de cordel detonante e 30 metros de estopim, 221 espoletas e 100 quilos de nitrato de amônia – substância usada no preparo de explosivos.


Eles vão responder por posse ilegal de arma de fogo, munições e explosivos. A dupla foi levada para o Conjunto Penal de Vitória da Conquista, e está à disposição da Justiça. A polícia segue com as investigações para identificar a origem do material explosivo.




Fonte: g1.globo.com/ba/bahia

0 comentário