top of page

Galvani obtém licença de instalação para nova fase de Irecê (Bahia) com investimento de R$ 340 milhões

Projeto em parceria com a CBPM teve a licença de instalação foi concedida pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) da Bahia



A Galvani, uma das maiores produtoras de fertilizantes fosfatados do país, recebeu a licença de instalação para a nova fase da unidade em Irecê, na Bahia. O documento foi concedido pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA) na segunda-feira (29/01), para a nova fase de mineração e beneficiamento de fosfato usado na produção de fertilizantes. Com investimentos estimados em R$340 milhões, o projeto vai possibilitar a duplicação da produção de fertilizantes da Galvani em Luís Eduardo Magalhães, na Bahia, que saltará de 600 mil para 1,2 milhão de toneladas/ano.


“É com grande satisfação que celebramos este marco significativo para a Galvani e para a comunidade de Irecê, em parceria com a CBPM (Companhia Baiana de Produção Mineral). A obtenção da licença de instalação representa um avanço estratégico para a nossa empresa e reforça o nosso compromisso com o desenvolvimento do território.”, ressalta Sylvia Tabarin, diretora de Sustentabilidade e Relações Institucionais da Galvani.


Como próximo passo, a Galvani iniciará a instalação da unidade de produção e, em paralelo, fará os estudos para solicitar a licença de operação. Durante esta fase, é estimada a geração de cerca de 1.000 empregos diretos e indiretos.


Essa é a última fase do processo de licenciamento para iniciar as atividades de operação da unidade. A previsão é que as obras comecem ainda este ano, e a operação inicie no começo de 2026.


Investimentos sociais em Irecê


A Galvani realizou aportes superiores a R$1 milhão na região de Irecê, por meio de Leis de Incentivo Fiscal Federal, em projetos sociais implementados ao longo de 2023, e que terão continuidade em 2024. Estas ações têm como foco gerar impactos positivos para as populações locais, em especial aquelas em situação de vulnerabilidade social.


As iniciativas apoiadas devem beneficiar cerca de 3.700 pessoas da região e abrangem diversas áreas, como música e artes cênicas, educação de qualidade, esportes, saúde integral e bem-estar, combate à fome, diversidade e inclusão, resgate à ancestralidade, moral e ética, empreendedorismo e preservação ambiental.



Fonte: Conexão Mineral



0 comentário
bottom of page