Faturamento da mineração em MG cresce 122% no 1º semestre

O faturamento da mineração em Minas Gerais cresceu 122% no primeiro semestre na comparação com os seis meses iniciais de 2020, alcançando R$ 61,4 bilhões ante R$ 27,6 bilhões do mesmo período do ano anterior. Proporcionalmente, o percentual de crescimento do setor no estado foi maior que a média nacional, de 98%.


Os números foram divulgados ontem pelo Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram). A produção do setor faturou, nacionalmente, nos seis primeiros meses de 2021, R$ 149 bilhões, contra R$ 75,3 bilhões alcançados no mesmo período de 2020.


Em relação à arrecadação, o setor repassou aos cofres públicos R$ 51,4 bilhões nos primeiros seis meses deste ano e R$ 26 bilhões no equivalente do ano passado. As altas dos preços das commodities no mercado internacional - puxadas pelo câmbio - e da demanda de importantes mercados - como o da China - são apontadas como os principais fatores para essa elevação.


Repasse aos municípios


Somente no que se refere à Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem) a arrecadação em todo o país subiu 111%, chegando a R$ 4,5 bilhões. No 1º semestre de 2020, o montante foi de R$ 2,1 bilhões. O setor também teve alta na geração de empregos. De dezembro de 2020 a maio de 2021, foram criadas 9.226 vagas diretas. Na comparação com maio de 2020, foram abertas 16.874 novas vagas - aumento de 9%.


Segundo o diretor-presidente do Ibram, Flávio Penido, o aumento da arrecadação da Cfem pode chegar a R$ 10 bilhões até o fim deste ano - o que representaria elevação de 53% em relação a 2020, quando o repasse foi de R$ 6,5 bilhões.



Arrecadação


O aumento de arrecadação da Cfem registrado em Minas também superou a média nacional, chegando a 134%. No total de recursos, Minas concentra 43,7% de todos os valores repassados aos municípios - que chegaram a R$ 1,9 bilhão. Dos 10 municípios brasileiros que mais recebem os royalties, sete estão em Minas. Conceição do Mato Dentro - terceira no ranking nacional - é o que mais terá repasses, um total de R$ 319 milhões na primeira metade de 2021.



Fonte: Notícias de Mineração do Brasil

Assinem ao NMB e tenha acesso a esse e outros conteúdos exclusivos.

0 comentário