Equinox tem recorde de produção de ouro pelo segundo trimestre seguido


A Equinox Gold registrou o segundo trimestre consecutivo de produção recorde de ouro. A companhia canadense relatou na segunda-feira (10) o volume de 127.016 onças do metal amarelo produzidas entre abril e junho de 2020, representando crescimento de 42,78% em relação à produção de 88.951 onças no primeiro trimestre – que já havia crescido 10,94% na comparação com o último trimestre de 2019.

O salto na produção registrado no segundo trimestre ocorre com a incorporação dos volumes produzidos pelas operações da Leagold, adquirida pela Equinox em operação de US$ 578 milhões iniciada no fim de 2019 e concluída em março passado.

Com a aquisição, a Equinox passou a ser proprietária de seis minas de ouro operacionais nas Américas. Além das que já possuía - Aurizona, no Maranhão, e Mesquite, nos EUA -, a companhia canadense agora controla também Fazenda, na Bahia; RDM, em Minas Gerais; Pilar, em Goiás; e o complexo Los Filos, no México, que faziam parte do portfólio da Leagold.

De acordo com a Equinox, o segundo trimestre também registrou recorde no lucro das operações de minas de US$ 85,1 milhões, o que representa um crescimento de 97,9% sobre os ganhos de US$ 43 milhões da mesma rubrica nos três primeiros meses do ano.

Já no caso da receita, o resultado de US$ 215,4 milhões registrado entre abril e junho foi 65,69% maior que o faturamento de US$ 130 milhões do período imediatamente anterior.

"O aumento da receita e dos ganhos deve-se principalmente a um aumento no preço do ouro realizado e também ao aumento da onça de ouro vendida como resultado da aquisição das minas da Leagold em março de 2020", afirmou a Equinox, referindo-se às 125,824 onças de ouro vendidas no segundo trimestre, volume que significa aumento de 52,27% sobre as 82.629 onças vendidas entre janeiro e março.


Ainda segundo a mineradora, no segundo trimestre foi registrado prejuízo líquido de US$ 58,7 milhões impulsionado por despesas não monetárias de US$ 48,8 milhões com a "mudança no valor de garantias de compra de ações denominadas em dólares canadenses devido ao forte desempenho do preço das ações", além de US$ 37,6 milhões com "mudança no valor justo de hedges históricos de ouro Leagold devido ao aumento do preço do ouro".

A companhia relatou também lucro líquido ajustado de US$ 26,6 milhões (US$ 0,12 por ação), custos de caixa C1 de US$ 776/onça, custo total de manutenção (Aisc, na sigla em inglês) de US$ 900/onça e lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado de US$ 82,7 milhões.

"A Equinox alcançou um forte desempenho operacional e financeiro no segundo trimestre, apesar dos desafios da pandemia de Covid-19, e novamente apresentou resultados recordes", comemorou o diretor-executivo da empresa, Christian Milau, lembrando que, após paralisações temporárias por causa de restrições relacionadas ao coronavírus no segundo trimestre, "todas as minas voltaram a operar normalmente com testes avançados e protocolos de segurança".


Fonte: Notícias de Mineração do Brasil

SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.