Equinox Gold/FBDM apresentou alguma contraproposta para os ACTS?



Assim como em todos os anos, o Sindimina – Serrinha e Região sempre se empenha para negociar o ACT, que possui data base de 01 de agosto de 2020, de forma pacífica. O maior objetivo é garantir que os trabalhadores não tenham os seus direitos retirados, pois foram conquistados com muitas dificuldades e lutas a favor da classe trabalhadora, promover os reajustes das Cláusulas Econômicas e Financeiras e também melhorias nos turnos ininterruptos de revezamento. Mas, infelizmente, a empresa canadense Equinox Gold, que tem sete minas de ouro em operação, vem demonstrando nas negociações do Acordo Coletivo de Trabalho de Fazenda Brasileiro Desenvolvimento Mineral (FBDM), em Barrocas, insensibilidade e falta de respeito com seus trabalhadores. Parece que a Equinox esqueceu os resultados da Assembleia realizada no dia 01/12/2020 para os Acordos Coletivo de Trabalho 2020/2022, pois bem, vamos relembrar:


PROPOSTA PARA O ACT GERAL:

VOTOS SIM = 136

VOTOS NÃO = 425

PROPOSTA REPROVADA


PROPOSTA PARA O ACT USINA:

VOTOS SIM = 26 VOTOS

NÃO = 29 VOTOS

PROPOSTA REPROVADA

PROPOSTA PARA O ACT MINA:

VOTOS SIM = 26

VOTOS NÃO = 270

PROPOSTA REPROVADA


OBS: Apenas a Proposta para escolha da Tabela de Turno da Mina foi APROVADA, sem efetivamente constar horários, os quais, foram objeto de votação na Assembleia, sendo certo que a referida Tabela, complementa o ACTESPECÍFICO da Mina, os quais dependem de aprovação em Assembleia. Portanto, os Trabalhadores querem que a empresa Equinox faça uma Contraproposta que seja com melhorias nos benefícios em todos os Acordos que foram reprovados e, para os Trabalhadores que trabalham na mina subterrânea, que exercem as suas atividades com uma jornada muito mais desgastante, desumana, com turnos ininterrupto de 8 (oito) horas, onde as condições ambientais são extremamente desfavoráveis ao Trabalhador, ante a existência de inúmeros fatores de riscos de ordem física, química e biológica... por isso, é necessário que diminua essa carga horária que é bastante sofrida. Está muito claro que a Equinox, está querendo aprovar esse pacote de maldades de forma cruel, desumana, arbitrária, com mais uma tentativa de exercer a força patronal para intimidar os trabalhadores que, precisam de seus empregos, mas precisa também de respeito e dignidade. Nós não vamos aceitar que a Equinox venha do Canadá para tirar do nosso solo apenas o que lhe convêm, que são os lucros das nossas riquezas minerais, prejudicando toda classe de trabalhadores, quando na verdade, a empresa, deveria agir de forma contrária, valorizando aqueles que produzem e que, com sua força de trabalho, enriquecem a empresa, muitas vezes se esforçando de tal modo que acarreta a perda de sua saúde e, por consequência, o seu afastamento e, muitos trabalhadores estão afastados com problemas de saúde e alguns que, quando retornam do afastamento, são DEMITIDOS por esse patronal arrogante, gananciosos... Isso sem contar com aqueles trabalhadores que, infelizmente, perderam as suas vidas dentro da mineração e que deixaram uma dor e uma saudade muito grande para todos e principalmente, para os familiares. Esse é o patronal que luta para tirar os nossos direitos, pensando apenas nos lucros sem se preocupar com o maior bem de uma empresa; O capital humano. O assédio moral nas relações de trabalho se configura como um dos problemas mais sérios na sociedade atual, posto que deriva de um conjunto de fatores, citando-se, por exemplo, a globalização econômica predatória, a qual VISATÃO SOMENTE A PRODUÇÃO E O LUCRO, bem como o modelo atual de organização de trabalho, caracterizada pela competição agressiva e pela OPRESSÃO DOS TRABALHADORES (AS) A PARTIR DO MEDO E DA AMEAÇA. Quando as pessoas são tomadas pela arrogância, eles tendem a esquecer que são humanas! A humildade é um excelente degrau para alcançarmos a plenitude de nossos sonhos

0 comentário

SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.