Epiroc recebe pedidos de US$ 1,28 bilhão no segundo trimestre

A Epiroc recebeu pedidos que somam US$ 1,28 bilhão no segundo trimestre de 2021. Segundo a empresa, o volume é recorde para o período, com crescimento de 37% em relação ao segundo trimestre do ano passado, apesar de a companhia ainda ser “afetada pela pandemia em todo o mundo”.


Em relatório preliminar com os resultados trimestrais, a produtora sueca de equipamentos de mineração e construção afirma que a receita entre abril e junho atingiu US$ 1,12 bilhão, um aumento de 15% na comparação anual, enquanto o lucro operacional aumentou 54%, para US$ 245,24 milhões.

De acordo com a empresa, o setor de Equipamentos teve o maior crescimento orgânico de pedidos de 76%, apoiado por "alguns grandes pedidos". O mercado de reposição também teve forte desenvolvimento, com crescimento orgânico de 26% para Atendimento e 42% para Ferramentas & Acessórios.

A presidente e diretora-executiva da Epiroc, Helena Hedblom, salientou que parte significativa dos pedidos foi de veículos elétricos movidos a bateria, o que, segundo ela, é "encorajador". "Essa tecnologia fornece operações livres de emissões de CO2, maior produtividade e menores custos operacionais. Ganhamos vários pedidos", declarou.

"Financeiramente, o segundo trimestre foi forte, com pedidos recorde recebidos, alto crescimento da receita e lucratividade melhorada", comemorou Hedblom. "Embora estejamos comprometidos em apoiar nossos clientes, a pandemia Covid-19 ainda nos afeta em todo o mundo", acrescentou.

"Continuamos enfrentando desafios na cadeia de suprimentos, mas o impacto nas receitas foi limitado no trimestre", disse ela.


A executiva ressaltou que no segundo trimestre a atividade da empresa "manteve-se elevada" e os clientes "continuaram a investir, o que contribuiu para uma forte procura e aumento da entrada de encomendas para todos os negócios".

Segundo Hedblom, o aumento de 37% nos pedidos no período corresponde a 45% de crescimento orgânico em comparação com o segundo trimestre de 2020. "No entanto, o ano passado foi significativamente impactado pela pandemia Covid-19", observou.

Com a recuperação da economia, de acordo com a executiva, a empresa tem meta de crescimento de 8% ao ano "ao longo de um ciclo". Para isso, tem investido em inovação e no mercado de reposição. Além disso, a companhia fez uma série de aquisições este ano. "Essas empresas fortalecerão ainda mais nossa liderança em tecnologia e oferta ao cliente, e damos as boas-vindas a nossos novos colegas na Epiroc", concluiu a executiva.


Fonte: Notícias de Mineração do Brasil

Assinem ao NMB e tenha acesso a esse e outros conteúdos exclusivos.

0 comentário