top of page

Diamante azul é vendido por R$ 213 milhões em leilão da Christie’s


O maior diamante internamente puro, sofisticado e com azul vívido já colocado em leilão foi vendido por impressionantes US$ 43,8 milhões (R$ 213 milhões) em um leilão de joias raras da Christie’s em Genebra nesta terça-feira (7), anunciou a casa de leilões.

O diamante azul vívido, conhecido como “Bleu Royal” e incrustado em um anel, está entre os mais raros já descobertos. Com 17,6 quilates, ele tinha um valor estimado de até US$ 50 milhões (R$ 243 milhões) antes da venda.

“A pedra rendeu quase USS 44 milhões”, disse Rahul Kadakia, diretor internacional de joias da Christie s. Euma enorme quantidade de dinheiro, dado o que está acontecendo no mundo hoje.”

Max Faweett, diretor do departamento de joias da Christie’s em Genebra, disse que o diamante era único por causa de sua cor azul profunda e rica e por seu formato brilhante de pera pão modificado.

“Realmente preencheu todos os requisitos, e é por isso que conseguimos entusiasmar colecionadores de todo o mundo, desde o Extremo Oriente até a América’, disse ele. ” Estamos extremamente satisfeitos com o resultados.”


No leilão a Christie’s vendeu dezenas de peças de joalheria raras no valor total combinado de mais de US$ 77 milhões (R$ 375 milhões).

Em uma venda separada a Christie’s vendeu um relógio de pulso Rolex usado por Marlon Brando no filme “Apocalypse Now”, de 1979, por mais de 4,5 milhões de francos suíços (US$ 4,99 milhões).

O ator gravou sua assinatura nas costas do relógio para evitar que a peça fosse trocada acidentalmente durante as filmagens. Há dois anos, esse mesmo relógio foi vendido em leilão por 2 milhões de francos suíços.


Fonte: Minera Mt

0 comentário

Comments


bottom of page