top of page

CVP quer integração entre Transnordestina e FIOL

A sugestão é que seja implantada uma nova ferrovia integrando a Trans- Nordestina à FIOL e ao Porto Sul de Ilhéus


O Diretor da CVP (Companhia Vale do Paramirim), geólogo e empresário João Cavalcanti, que reivindica a responsabilidade pela descoberta de importantes jazidas de minério de ferro, como Pedra de Ferro (da BAMIN, na Bahia); Bloco 8 (da SAM, em Minas Gerais) e Planalto Paulista (da Bemisa, no Piauí), deverá defender junto ao Ministério dos Transportes, a integração da ferrovia Transnordestina com a FIOL.


A proposta foi discutida em reunião com o Deputado Federal João Leão, ex-Vice-Governador do Governo de Rui Costa, atual Chefe da Casa Civil do Presidente Lula, que se propôs a fazer a defesa da proposta juntamente ao ministro dos Transportes, Renan Filho. A sugestão é que seja implantada uma nova ferrovia integrando a Trans- Nordestina (que tem sua malha nos estados do Piauí, Ceará e Maranhão) à FIOL (no estado da Bahia) e, consequentemente, ao Porto Sul de Ilhéus, que está em implantação, para escoamento dos produtos minerais e agrícolas.

O empresário ressalta que a FIOL e o Porto Sul estão em plena construção, tendo recebido, no mês passado, a visita do Presidente da República, do Ministro dos Transportes e de todo o Staff de primeira linha do Governo do estado da Bahia.


João Cavalcanti aproveitará a oportunidade para apresentar as descobertas, das jazidas de minério de ferro da CVP, no Vale do Paramirim, estimadas em mais de 500 milhões de toneladas, gerando um produto comercializáveis, chamado Pellet Field, de natureza prêmio, com Teor de Fe de 67%, que devem contribuir para tornar o estado da Bahia um grande produtor de Minério de Ferro.


Fonte: Brasil Mineral

0 comentário

Commenti


bottom of page