Credores da Samarco apresentam oferta de empréstimo DIP para mineradora

Um grupo de credores da Samarco liderado pelo York Global Finance apresentou à justiça uma oferta de empréstimo para a mineradora em recuperação judicial. A proposta consiste em um empréstimo DIP (debtor in possession, na sigla em inglês), uma modalidade que dá aos credores a prioridade no recebimento das dívidas com a empresa, no valor de US$ 228 milhões.


O empréstimo seria feito em dinheiro, sem garantias, na forma de uma ou mais debêntures brasileiras e/ou instrumentos de dívida regidos pela lei de Nova York e aceitos pelos investidores e pela Samarco.

O prazo de vencimento é junho de 2024. A taxa de juros oferecida é de 9% ao ano, a ser pago em dinheiro em parcelas semestrais. A oferta do empréstimo DIP tem como objetivo fortalecer o caixa da mineradora, enquanto a Samarco recupera gradualmente capacidade de produção.

A proposta foi feita por credores detentores de notas emitidas pela Samarco com vencimentos em 2022, 2023 e 2024, e dívidas de financiamento de exportação.

De acordo com documento apresentado à 2ª Vara Empresarial da Comarca de Belo Horizonte, a proposta é uma alternativa à oferta de empréstimo DIP feito pelas acionistas Vale e BHP à Samarco em junho, no valor de R$ 1,177 bilhão (US$ 228 milhões na data da oferta). A Samarco protocolou no processo de recuperação judicial um pedido para que a justiça autorize o empréstimo.

A proposta apresentada pelas acionistas da Samarco prevê a realização do empréstimo por meio de duas emissões de debêntures, com cobrança de juros sobre o valor nominal de 9,5% ao ano. A data de vencimento é junho de 2024.


No documento, os credores consideram que a proposta de empréstimo DIP feita pela Vale e a BHP apresenta condições piores do que as disponíveis no mercado atualmente.


As informações são do Valor Econômico.

0 comentário