Comitiva prevê impactos ambientais negativos na Serra do Curral caso mineração seja instalada


Parlamentares e ambientalistas, em visita técnica na última segunda-feira (9), avaliaram que a Serra do Curral terá impactos ambientais negativos, de pequeno e médio porte, caso seja autorizada a instalação do complexo da empresa Taquaril Mineração S.A (Tamisa).


A comitiva iniciou o percurso pelo bairro Taquaril, na região Leste de Belo Horizonte, passando por pontos em que já há mineração, exemplificando, segundo eles, como a atividade afeta o meio ambiente, nessa parte, principalmente nos municípios de Nova Lima e Sabará.


"Essa é uma primeira visita, de quantas forem necessárias, para mostrar o quanto a serra será prejudicada com essa nova mineração", afirmou a deputada estadual Beatriz Cerqueira, que fez o requerimento solicitando a visita técnica da Comissão de Administração Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).


Além dos parlamentares e ambientalistas, a comitiva contou ainda com a presença de moradores da região e representantes de movimentos sociais. Apear de convidados, não compareceram membros do governo estadual ou da Tamisa.

Segundo Janine Oliveira, ambientalista que integra o projeto Manuelzão, a mineração irá causar riscos hídricos. "É importante falar que não existe mineração sem impacto nas águas, podendo prejudicar o abastecimento na Região Metropolitana de Belo Horizonte", explicou.


O ambientalista Apolo Heringer Lisboa apontou locais, durante o trajeto, que vão causar interrupção no curso de rios da região, além de prejuízos para fauna e flora. "A gente precisa dar conhecimento para a sociedade sobre os impactos desse empreendimento. Vários pontos de circulação da água serão comprometidos. E mesmo com a intervenção do homem, não se recuperaria na totalidade após a instalação da mineradora", alertou.


A reportagem entrou em contato com o Executivo estadual e a Tamisa sobre o não comparecimento para a visita técnica solicitada pela ALMG e aguarda retorno.


Fonte: https://www.hojeemdia.com.br/

0 comentário